Tag: Brasil Econômico

Dr. Fábio Chong, do L.O.Baptista Advogados, é fonte em matéria sobre ações trabalhistas

O grande entrave trabalhista

Por Edia Lula

O peso de 2 milhões de ações judiciais trabalhista apresentadas anualmente nos tribunais do trabalho assusta investidores e compromete a competitividade das empresas. Segundo o advogado Fábio Chong, sócio e especialista em direito trabalhista do escritório L.O.Baptista – SVMFA, a legislação que rege as  relações do trabalho é extensa, complexa e omissa em vários pontos. Acompanhe a matéria.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Brasil Econômico - LO

Diretores da Infracommerce e da Pieracciani participam de matéria na seção Estilo de Vida, do Brasil Econômico

Ondas do mar ensinam jogo de cintura, disciplina e foco

Por Priscila Dadona

Um gestor, um empresário e um profissional de tecnologia, embora sejam de áreas totalmente distintas têm em comum uma paixão: o surf. De gerações diferentes, estes três executivos levam a prática tão a sério que carregam os ensinamentos do mar para o escritório.

O jovem Francisco Forbes, co-fundador da Infracommerce, empresa de full service de e-commerce, como bom apaixonado que é, viaja todo mês para encontrar o mar. “É uma religião. Sou muito disciplinado, só não vou à
praia quando tenho compromisso profissional.”

Outro apaixonado pelo esporte radical é o sócio-fundador da Pieracciani, Valter Pieracciani, 55 anos e há 45 surfista. O empresário, de São Paulo, viaja religiosamente todos os fins de semana para a praia e é tão fanático que, no ano passado, só ficou três finais de semana sem surfar.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Fábio Vieira, do Mattos Muriel Kestener Advogados, fala ao Brasil Econômico sobre contratos internacionais

Brasil adere a tratado sobre contrato internacional

Por Juliana Garçon

O Brasil finalmente aderiu à Convenção de Viena sobre contratos internacionais de compra e venda de mercadorias (Convenção das Nações Unidas sobre Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias— CISG, na sigla em inglês), informou a Secretaria Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) na última segunda.

O Brasil assinou o acordo em 1980, mas só no ano passado a adesão foi aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. Falta ainda a sanção presidencial, que pode ser feita até 1º de abril, data em que a participação do país passa a ser válida, de acordo com Fábio Vieira, sócio do escritório Mattos Muriel Kestener Advogados.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo

GVP IT Solutions é destaque em matéria do Brasil Econômico sobre inovação no QR Code

O jeito de agilizar os canais de atendimento na empresa

Por Carolina Marcelino

O mercado brasileiro, especialmente as agências de marketing e publicidade, vêm utilizando variados recursos digitais para promover a interação entre as empresas anunciantes e seu público. Nos últimos dois anos, um dos recursos que mais ganhou campo foi o QR Code (do inglês Quick Response).

A novidade, agora, é o uso inovador proposto pela GVP IT Solutions – empresa especializada em tecnologia e inovação empresarial. Segundo o Supervisor de Relacionamento da companhia, Daniel Yokosawa, o QR Code pode ser utilizado estrategicamente  para levar o consumidor diretamente aos canais de atendimento das empresas, especialmente o chat mobile.

“O objetivo é facilitar o contato entre as partes, melhorar o atendimento ao cliente, fidelizar aquele  interlocutor e aperfeiçoar a performance de vendas, seja qual for o ramo de atividade da empresa”, conta.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Infracommerce é tema de matéria institucional no jornal Brasil Econômico

Infracommerce inicia atividades neste mês no comércio on-line brasileiro

Por Cristina Carvalho

O potencial de crescimento de 25% para este ano no mercado de e-commerce brasileiro, que tem faturamento estimado em R$ 28 bilhões, segundo dados do e-Bit, tem sido um chamariz para novos investimentos nessa área. Um exemplo que confirma o aquecimento do setor é o lançamento nos próximos dias da Infracommerce. A companhia tem foco no fornecimento de serviços completos para criação e gestão de lojas online e é formada por profissionais nacionais e estrangeiros especializados no tema.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Renata Sucupira Duarte, do Velloza & Girotto Advogados Associados, ganha destaque em matéria do jornal Brasil Econômico

Discriminação de importados em nota fiscal cai em 4 estados

Por Juliana Garçon

As empresas de quatro estados – Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo — estão desobrigadas, por decisão  da Justiça, de informar o valor da parcela de importação nas notas fiscais eletrônicas emitidas em operações interestaduais. Já há mais de 15 liminares liberando cerca de 240 companhias da obrigação, conforme apurou o BRASIL ECONÔMICO.

A obrigação foi instituída pelo Ajuste Sinief (Sistema Nacional de Informações Econômicas e Fiscais) número 19,  publicado pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) em novembro de 2012, que regulamentou a Resolução 13 do Senado Federal. A regra entraria em vigor em 1º de janeiro, mas foi postergada para 1º de maio.

As empresas, porém, preferem manter em sigilo o valor da parcela importada porque seus parceiros comerciais tendem a analisar os custos de maneira simplista. “Dá a impressão de que todo o valor restante, além da importação, é margem e lucro”, diz Renata Sucupira Duarte, do Velloza & Girotto Advogados Associados.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Plataforma de e-commerce da PH3A é notícia da seção de Inovação e Empreendedorismo do jornal Brasil Econômico

Plataforma facilita comércio eletrônico de PMEs

Paulo César Costa deu início à PH3A após vender sua empresa especializada em software para base de dados. Como teve que ficar cinco anos fora do mercado por causa da concorrência, o executivo decidiu criar um startup em e-commerce. “Esta plataforma oferece nove soluções para os pequenos e médios empresários”, destaca Costa.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Fábio Vieira, do Mattos Muriel Kestener Advogados, assina artigo no jornal Brasil Econômico sobre Contratos de Compra e Venda Internacional

Nova regra sobre compra e venda internacional de mercadorias

Com a aprovação pelo congresso nacional e com a publicação do Decreto Legislativo n° 538/2012, o Brasil está agora a poucos passos  de incorporar a Convenção sobre Contratos de Compra e Venda Internacional de Mercadorias ao nosso ordenamento jurídico. Os próximos passos serão a ratificação da Convenção pela presidente da República, sua adesão no plano internacional, sua promulgação por Decreto do Executivo e a respectiva publicação no Diário Oficial da União. Mas o que representa a CISG para o comércio internacional?

Para ler o artigo na íntegra, clique na imagem abaixo

Carlos Eduardo Stefanini Carvelatti, da Finnet, assina artigo sobre meios eletrônicos de pagamento no jornal Brasil Econômico

Meios eletrônicos de pagamento e a democratização do conceito – 2.0

Desde a criação da internet, durante a Guerra Fria até o gerenciamento 2.0, é notória a evolução tecnológica e a convergência do setor, caracterizada pela transição da moeda física a utilização de cartão de débito/crédito, chegada das lojas virtuais, como também formas de pagamento eletrônico e compra de produtos via mobile. No mercado B2B, a democratização dos meios eletrônicos é vista com bons olhos. As pequenas, médias e grandes empresas, que compraram softwares comercializados por poucas companhias de TI, hoje estão livres para escolher portais totalmente integrados às instituições financeiras, tornando acessível para qualquer empresa a gestão inteligente dos negócios.

Para ler o artigo na íntegra, clique na imagem abaixo

 

Brasil Econômico entrevista Michel Portino, do grupo Tie, sobre o 2° Fashion Law Brasil

Moda inicia temporada de proteção intelectual no país

Por Juliana Garçon

O aumento de renda, a internacionalização de marcas brasileiras e a chegada no país de grifes de luxo estrangeiras estão movimentando o setor de moda e, por consequência, as discussões judiciais em torno do universo fashion, que enfrente dificuldades peculiares – a necessidade de provar a inovação – e conta com mecanismos específicos para proteção dos direitos, exigindo dos profissionais conhecimento não apenas sobre direito, mas também sobre arte e design.

“A indústria brasileira de moda vem passando por modificações, com mais profissionalismo, formalização, exportações de maior valor agregado e reconhecimento no exterior de marcas e estilistas”, afirma o advogado Michel Portino, do grupo Tie, organizador do 2° Fashion Law Brasil, um evento dedicado ao tema.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Patricia Peck Pinheiro, do PPP Advogados, fala sobre o ‘Movimento Família Mais Segura na Internet’ ao jornal Brasil Econômico

Educação básica ainda requer mais atenção

Por Cláudia Bredariolli

Levantamento recente realizado pelo Movimento Família Mais Segura na Internet (ação de responsabilidade social digital idealizado pela advogada Patricia Peck Pinheiro) aponta que, em um universo de 1 mil escolas brasileiras, apenas 13% orientam crianças e adolescentes para a educação digital.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo

Marcelo Muriel, do Mattos Muriel Kestener Advogados, fala ao jornal Brasil Econômico sobre cláusula arbitral

Com cláusula malredigida, arbitragem vira tiro no pé

Por Juliana Garçon

Aclamada em escritórios e universidades por dar agilidade às decisões e controvérsias, a arbitragem precisa ser vista com mais cuidado, alertam advogados. Com cláusula arbitral, as partes concordam na adoção do mecanismo e abrem mão da atuação do Judiciário. Se não definem adequadamente as características do acordo – câmara, número de árbitros, legislação aplicável, idioma, local de processamento, procedimento – e entram em conflito, cria-se uma situação peculiar: não tem mecanismos para resolver a disputa e não podem ir à Justiça.

“É o pior cenário possível – as partes ficam no ‘limbo’. Provavelmente, eles vão se engajar em uma discussão, muitas vezes dirimida pelo próprio Judiciário, somente para definir o que já tinha sido definido no contrato”, diz Marcelo Muriel, sócio do Mattos Muriel Kestener Advogados. “Podem ajuizar uma ação para que um juiz defina os aspectos faltantes para viabilizar a instauração da arbitragem.”

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Victor Haikal, do PPP Advogados, fala sobre marco civil da internet ao jornal Brasil Econômico

Velocidade é o ponto mais sensível

Por Gabriel Ferreira

Ponto mais polêmico do projeto de lei que determinará o Marco Civil da Internet, a neutralidade da rede mistura interesses de diversos segmentos. De um lado, as operadoras de telefonia veem na questão um possível entrave para criação de novos modelos de negócio. Geradores de conteúdo, por outro, anseiam pela possibilidade de os usuários conseguirem navegar mais rápido em suas páginas. No meio de tudo isso, o governo tenta encontrar uma fórmula que não cause grandes abalos a nenhum setor e, de quebra, atenda aos interesses da população. “Não é o assunto que mais impacta na vida da sociedade, mas, por envolver aspectos econômicos, é o que gera mais polêmica”, afirma Victor Haikal, sócio do escritório de advocacia Patricia Peck Pinheiro, especializado em Direito Digital.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo

Pacotes de acampamento de luxo da Maktour são tema de matéria no jornal Brasil Econômico

Hotel cinco estrelas de lona, na savana ou na Toscana 

Por Natália Flach

Passar a noite em uma tenda de lona envolvido em um saco de dormir pode ser um pesadelo para quem não dispensa conforto e luxo, mesmo em meio a natureza. Pensando nisso, surgiu uma tendência que mistura acampamento e glamour (glamping) que acaba de aterrissar no Brasil. “As pessoas que procuram esse tipo de experiência são viajadas, já conhecem o mundo e agora querem novos roteiros, mas sem abrir mão de serviços de luxo. Em geral, são executivos com mais de 35 anos que querem ampliar os laços com a família”, afirma Tatiana Jardim, gerente de marketing da Maktour, acrescentando que também não é raro casais procurarem esse tipo de aventura romântica.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Paola Budriesi, do Mattos Muriel Kestener Advogados, fala ao jornal Brasil Econômico sobre direitos trabalhistas para temporários

Contratação de temporários requer atenção permanente

Por Juliana Garçon

Aberta a temporada de temporários. Às empresas que fazem contratações sob esse regime, os advogados recomendam atenção redobrada.

“Norma permite abusos” diz executivo

A garantia de estabilidade, por cinco meses, para as gestantes em contratos de trabalho temporário assusta os empregadores. “É importante haver mais garantia para as grávidas. Em um contrato de trabalho temporário, porém, vejo um pouco de abuso nessa questão”, dizs Paulo Kenzo Uemura, diretor do Magic City, complexo de lazer a 60 km de São Paulo.

“As inovações são importantes. Mas geram inquestionáveis impactos  financeiros para as empresas e para o INSS”, ressalta Paola Budriesi, sócia do Mattos Muriel Kestener Advogados.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo