Tag: Mulheres

Sócios da UnderDogs e da Enken falam ao Meio & Mensagem sobre o poder de consumo da nova classe média

Consumidora classe A

Com maior poder de compra e decisão, a mulher da nova classe média valoriza seu dinheiro, planeja suas aquisições e sabe o que quer.

Fabiano Rodrigues, sócio e vice-presidente de operações da agência UnderDogs estuda com detalhes o comportamento da mulher da classe emergente, como os horários em que navega na rede mundial, o ambiente em que está logada, o perfil de suas compras, o que faz de diferente das outras internautas e a importância do bom preço.

“A internet é o maior meio de vendas e o volume de banda larga continua a crescer”, afirma David Reck, sócio e fundador da Enken Comunicação Digital.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

 

Revista Época São Paulo destaca perfil empreendedor de Carla Sarni, presidente da Sorridents

Ela faz todo mundo sorrir

Vendedora das boas, a dentista Carla Sarni virou empresária e montou uma rede de 113 consultórios com serviços a preços populares

por Regiane Teixeira

Ela fez a primeira venda de sua vida aos 8 anos de idade. A oportunidade surgiu por acaso: uma caixa cheia de rolos de linhas foi entregue, por engano, na pequena loja de roupas de sua mãe, em Pitangueiras, município de 30 mil habitantes no interior paulista. Antes que o material fosse parar no porão, Carla Renata Sarni levou tudo para frente do comércio e vendeu as linhas em voz alta. Com o dinheiro , a menina começou a juntar dinheiro para comprar uma bicicleta.

Nascia ali a vendedora. Anos depois, Sarni se formou dentista na Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas), em Minas Gerais, mas continuou vendedora: seus custos eram pagos vendendo roupas nas repúblicas de estudantes. “Carla nunca teve vergonha de vender nada”, diz sua mãe, Edith Sarni. “Na época da faculdade, eu chegava com as roupas, ela ia até a lanchonete, batia palmas e chamava as pessoas para ver a mercadoria. Em pouco tempo, vendíamos tudo”. Hoje, aos 36 anos, Carla é a dona da Sorridents, franquia de serviços odontológicos com 113 consultórios em oito Estados do país – e uma das maiores da América Latina.

Clique na imagem abaixo e leia a matéria na íntegra

Revista 29 Horas destaca perfil empreendedor de Carla Sarni, presidente da Sorridents

Carla Renata Sarni

Proprietária de uma rede de clínicas odontológicas, a Sorridents, esta dentista e empresária quer democratizar o sorriso no Brasil e lá fora

por André Santos

Aos 36 anos, à frente da maior franquia da área odontológica do país, Carla soube enxergar o potencial da classe C, sempre esquecida e desprezada pelo setor de serviços e saúde. “O respeito ao paciente, a capacitação dos profissionais e o acesso a uma estrutura tecnológica de ponta – entre os nossos parceiros e fornecedores estão as maiores fabricantes de produtos odontológicos do mundo – são as nossas prioridades”, explica a empresária e dentista.

Voos internacionais são a nova meta de Carla, que recebeu convites para abrir unidades nos Estados Unidos e deve se decidir pela expansão. “Nossa expectativa é entrar em 2013 com 200 unidades em operação”, afirma.

Revista Época destaca condenação de criminoso digital. Perito Wanderson Castilho, da E-Net Security, foi quem investigou o caso e reuniu provas.

Justiça condena difamação na web

Por Celso Masson

Foram quatro anos de inferno. A Justiça percebeu que eu era vítima de um homem que cometeu assassinato moral“. A declaração é de Rose Leonel, jornalista de Maringá, Paraná, após a condenação de seu ex-namorado, Eduardo Gonsalves. Ele publicou fotos íntimas da moça na internet e a anunciou como prostituta em sites pelo mundo.

Gonsalves foi condenado a 1 ano e 11 meses de reclusão em regime semi-aberto e, durante esse período, terá de pagar R$ 1,2 mil mensais a Rose.

A maior dificuldade nos crimes virtuais é reunir provas. Rose Leonel contratou o perito Wanderson Castilho, que rastreou o endereço de onde surgiam as mensagens, um shopping onde o criminoso possui loja.

Carla Sanchez, da Sorridents, na Revista Viva Saúde

Qual é a forma certa de usar o fio dental?
Terezinha Ramos
São Bernardo do Campo

Para a correta higienização, a ponta do fio deve estar enrolada no dedo médio de cada mão. E o fio, de 45 cm aproximadamente, esticado entre o polegar e o indicador, deixando um pedaço de 10 m livre. “Passe o fio entre os dentes sem pressionar a gengiva, fazendo um movimento de vai e vem. A operação deve ser repetida em cada dente e um novo pedaço de fio utilizado”, explica Carla Sanchez, odontologista e consultora técnica da rede Soirridents. O fio dental pode ser usado antes ou depois da escovação.

Leia mais clicando aqui

Advogada Patricia Peck Pinheiro em entrevista para a Revista Propaganda

Compromisso legal 

Ao ajudar clientes a desenhar estratégias de comunicação dirigida ao público infantil na internet, a advogada Patrícia Peck Pinheiro, mãe de um menino de 3 anos, descobriu que a maioria do mau uso – uso de imagem sem autorização prévia dos pais, plágio, difamação, entre outros – ocorrido na web ocorre por conta da falta de informação. Constatado o fato, Patrícia idealizou o Movimento Criança Mais Segura na Internet, com o intuito de informar os usuários sobre como deve ser a consuta no mundo digital. Sua importância pode ser mensurada pelo fato de que conta com patrocínio da Fundação Bradesco, Petrobras e Mattel do Brasil. Os filmes de conscientização foram vistos por mais de 1 milhão de pessoas e mais de 5 mil baixaram a cartilha digital desde outubro de 2009, ínicio das atividades do Movimento. Nesta entrevista, ela fala um pouco mais sobre o projeto e de como as marcas devem se prevenir legalmente para construir uma comunicação destinada às crianças na internet. 

Leia mais clicando aqui

Sorridents é destaque na Revista Carreira & Negócios

De sorriso largo

Rede de franquias Sorridents investe em projetos sociais para atender clientela de baixa renda

A rede de clínicas Sorridents copleta 15 anos de atuação no mercado odontológico e quem comemora é a população carente de São Paulo. O motivo? A criação do Instituto Sorridents, que teve como primeiro projeto o Consultório Móvel, uma van adaptada que presta atendimento odontológico. O objetivo é atender cerca de três mil pacientes ao mês nas regiões mais carentes da cidade de São Paulo, onde o acesso a população a tratamenos odontológios em clínicas convencionais é mais difícil.

Leia a matéria completa aqui

Ortodontista da Sorridents informa sobre os tipos de aparelho na Revista Capricho

Érica Sallum, ortodontista da Sorridents (ES), dá informações à Capricho sobre os diferentes tipos de aparelho.

Sorriso na linha

Gabriela Cartaxo
Tudo começa com a visita ao ortodontista, o denstista especializado em colocar o aparelho ortodôntico. Se ele achar que você realmente precisa usar aparelho, não se desespere. Para o bem de nossa vaidade, existem várias opções para você escolher. Conheça dos modelos tradicionais aos supermodernos e ache o seu tipo ideal.

Leia a matéria completa clicando aqui

Advogada Patricia Peck Pinheiro na revista Veja

…E lar das sacoleiras virtuais

Como um grupo crescente de jovens usa o Orkut para revender roupas e acessórios que comprou em lojas de grifes badaladas

Os brasileiros estão descortinando uma aplicação original e já rentável, para as redes sociais na internet: nelas, começa a florescer um circuito de bazares que vendem, a preço de liquidação, roupas de grifes jovens que já se esgotaram nas lojas. Só no Orkut, nada menos que 1500 perfis foram criados, nos últimos seis meses, com o único propósito de comercializar tais peças. O grupo ganhou até apelido: são as sacoleiras da rede – gente que em geral, não passa dos 30, já almejava abrir uma butique e é dada a comunidades virtuais. Para essas pessoas, as redes sociais não constituem apenas uma vitrine: também ajudam a entender quais são os objetos de desejo do momento. As sacoleiras se aproveitam do fato de que muitas marcas têm como praxe divulgar fotos da nova coleção antes do lançamento – material que submetem ao crivo da clientela potencial, reunida em torno daquelas comunidades cujo assunto número 1 (e 2) é moda.

Leia mais clicando aqui

Advogada Patricia Peck Pinheiro em entrevista ao portal It Web

Entrevista: advogada Patrícia Peck diz que profissionais perdem a noção do que publicam na web 
 
Comentários associados ao nome da empresa pode gerar inclusive demissão por justa causa, alerta especialista

O debate em torno do se manifestar em redes sociais e quais são os limites de liberdade que as pessoas possuem, sobretudo quando ocupam cargos de gestão, ganhou fôlego extra nesta semana após o diretor-comercial da Locaweb, que foi desligado da companhia, se pronunciar de forma inadequada via Twitter e associar o comentário, de cunho pessoal, à marca da companhia. Para Patrícia Peck, advogada especialista em direito digital do escritório Patrícia Peck Pinheiro Advogados, a demissão relacionada às informações publicadas nestes ambientes está em crescimento.

Confira a entrevista completa no link: http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=66768

Advogada Patricia Peck Pinheiro no jornal carioca O Globo

As redes dos sem-noção

O depoimento é de um bambambã em segurança, Antonio Leal Faoro, CEO da Future Security: – Sempre que vejo minha mulher botando uma foto no Facebook, pergunto: “Você tem certeza de que quer mesmo botar a foto na rede?” Ela responde: “Mas só os meus amigos podem ver”. E eu digo: “Sim, mas você já avisou pra eles que nenhum outro amigo deles pode ver? Você tem certeza de que o software é tão bem construído de modo a evitar que todo mundo veja?”.

Leia mais clicando aqui