Tag: jornais

UNS Idiomas no jornal O Estado de SP

Escolas de Idiomas aproveitam Copa para crescer

Até 2014, milhares de brasileiros,entre motoristas, recepcionistas e comerciantes, terão de ser capazes de travar um pequeno diálogo em inglês para se comunicar com turistas que vierem ao País assistir à Copa do Mundo, sob pena de perderem oportunidades de emprego e dinheiro. Com todo esse potencial, as escola de idiomas voltaram a ser alvo de quem quer investir e empreender.

Leia mais clicando aqui

Enken no jornal Propaganda e Marketing

Web é estratégica para vender imóveis

Há vários dados que indicam que este ano o mercado imobiliário vai continuar em ritmo de crescimento e, de quebra, destinar mais verbas para a publicidade. O Secovi (Sindicato da Habitação), por exemplo, prevê um aumento de 10% a 15% no número de lançamentos em 2010. Embora o jornal seja a mídia mais utilizada para anunciar empreendimentos, os meios digitais também estão se beneficiando da boa maré.
A relevância da mídia digital cresce à medida que as pessoas passam a procurar mais imóveis para comprar ou alugar na internet. Números do setor dão conta de que 30% dos negócios fechados pelas maiores empresas do ramo são decorrentes de um atendimento que começou no ambiente online, via chat ou e-mail.

Leia mais clicando aqui

  

Enken no Brasil Econômico

Virtual ganha espaço no mundo analógico

A migração para o mundo digital é inevitável. Esta é a premissa que movimenta negócios em vários setores da economia. Mas existe o movimento contrário. A agência de comunicação digital Enken conquistou a conta de publicidade para fazer o caminho rumo ao off-line.

Leia mais clicando aqui

 

 

  

 

Velloza, Girotto e Lindenbojmn no Estado de S. Paulo

 

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL

Divisão de lucros é proposta de Mangabeira

Projeto foi discutido com intelectuais e entidades favoráveis à medida

Vannildo Mendes

É herança do ex-ministro Roberto Mangabeira Unger, que ocupou a Secretaria de Assuntos Estratégicos, o projeto de lei que obriga a distribuição de 5% dos lucros das empresas aos empregados. Unger discutiu a medida num círculo fechado de intelectuais e só deu conhecimento do seu contéudo a um grupo de entidades sindicais favoráveis à medida. O projeto tem nove artigos e integra um grupo de trabalho, com a participação do Ministério da Justiça, que deu o arcabouço jurídico ao projeto – ainda a ser submetido à Casa Civil antes de ir para o Congresso Nacional.

Leia mais clicando no link abaixo:

Velloza, Girotto e Lindenbojm no Estado de S. Paulo