Category: Comunicação

É necessário pagar para ter uma matéria na imprensa?

Uma das perguntas mais comuns feitas por clientes aos profissionais de assessoria de imprensa é se terão que pagar para que uma matéria apareça na mídia. Por mais que essa prática possa existir em todo o país, a resposta é: não, não é preciso pagar pela veiculação da matéria.

Isso não vai acontecer porque a assessoria de imprensa atua com mídia espontânea, isto é, com o espaço jornalístico que abrange notícias, matérias, reportagens, artigos, entrevistas, entre outros.

Quando um serviço de assessoria é contratado, o objetivo é que ele seja remunerado para criar, manter e crescer o relacionamento que vai ter com jornalistas, formadores de opinião e influenciadores digitais para trabalhar os diferenciais e a reputação da marca.

Caberá aos assessores de imprensa a responsabilidade de desenvolver conteúdos estratégicos transformando-os em notícias para serem apresentadas como sugestão de pauta à imprensa. Se o jornalista abordado se interessar pelo tema, a sugestão pode se desdobrar em uma entrevista exclusiva, em um artigo ou na conquista de uma matéria maior naquele veículo de comunicação.

Todo o processo é natural e gratuito, incluindo os resultados obtidos nos meios digitais (site, podcast, blogs e outros), eletrônicos (rádio e tv) e impresso (jornal e revista).

Por que a mídia espontânea é tão importante

Toda empresa conhece as vantagens que tem diante do seu público-alvo para atender seu desejo ou necessidade e quando precisa fazer com que essa informação chegue de forma assertiva, sabe como agir.

Porém, algo ainda mais certeiro que divulgar os diferenciais da sua marca, é conquistar o reconhecimento dos veículos formadores de opinião de maneira espontânea. Os profissionais da imprensa atuam com influência e legitimidade, são imparciais e estão conectados à descrição de fatos, não de publicidade.

Por conta disso, a mídia espontânea é muito bem-vinda para os negócios, pois amplia o conhecimento das pessoas sobre a marca e promove maior credibilidade.

 

O que é um mailing de imprensa e para que serve?

Uma das principais ferramentas da assessoria de imprensa, o mailing de imprensa é uma lista com dados relevantes sobre os jornalistas que desejamos alcançar. Ela vem acompanhada do nome do profissional, veículo no qual trabalha, editoria que pertence, telefone, e-mail. Por meio dessas informações, é possível fazer um contato mais assertivo e direto no momento da abordagem.

Normalmente, as agências de assessoria de imprensa têm um mailing muito abrangente, com contatos de profissionais que atuam em vários e nos mais diversos formatos de veículos, desde  TV, rádio e jornal até portal de notícias, podcast, entre outros.

Para que um mailing mantenha o seu propósito, é fundamental manter a sua base organizada e atualizada, afinal, a área de comunicação é uma caixinha de surpresas: o mesmo jornalista que escreve para uma editoria de saúde hoje, amanhã pode se tornar responsável por outro tema completamente diferente, como economia ou tecnologia com o também ter trocado de empresa.

Para cumprir a meta, é necessário  que o (a) assessor (a) de imprensa coloque a “mão na massa”, entrando em contato com os veículos para identificar possíveis mudanças, principalmente com canais que ele ainda não estabeleceu um vínculo forte de relacionamento.Outra característica importante sobre a lista de contatos é o mailing personalizado, ou seja, criado de acordo com os veículos de comunicação que a pauta quer marcar presença: ele permite que o (a) assessor (a) divulgue o seu cliente para os jornalistas ou veículos de comunicação que deseja. O mais importante, nesse caso, é aumentar as chances de atingir o público de interesse da empresa.

O mailing segmentado também cria uma relação mais harmônica entre os dois lados, evitando erros e permitindo ações assertivas. O principal objetivo é conquistar matérias. Caso não dê certo, é preciso rever o que pode ser mudado: o mailing, a estratégia de divulgação ou a abordagem.

ALLIS COMUNICAÇÃO DESTACA LIÇÕES DO TRADE MARKETING EM ARTIGO NO ESTADÃO

A pandemia trouxe mudanças visíveis para todos. Indústria e varejo também foram impactados de diferentes formas. As novas necessidades de consumo e as restrições estabelecidas pelos governos para o varejo, exigiram rápida adaptação. Muitos foram os aprendizados. André Romero, diretor da Allis Comunicação listou 5 lições para o segmento de trade marketing neste artigo publicado no Jornal O Estado de S. Paulo.

Confira: https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/5-licoes-que-a-pandemia-trouxe-para-o-trade-marketing-e-o-varejo/

Sorridents é matéria no Jornal da Record

A rede Sorridents, maior rede odontológica da América Latina, falou no Jornal da Record sobre o aumento nos casos de bruxismo durante a pandemia. A marca se consolidou como referência no ramo odontológico, impulsionada por um trabalho de comunicação estratégico que garante uma exposição recorrente nos grande veículos de comunicação.  Confira abaixo a matéria (participação da Sorridents começa depois dos 40 mnt):

ONE7 é destaque no Portal EXAME

A ONE7, empresa de Tatuí que é referência no mercado financeiro, revela com exclusividade ao Portal Exame – um dos mais importantes veículos eletrônicos do país – mais informações de bastidores sobre a recente compra da fintech Rapidoo. Uma inserção estratégica, fruto do trabalho da equipe da Ideias & Efeito Comunicação. Para conferir a matéria na íntegra, acesse o link: https://exame.com/pme/one7-adquire-a-rapidoo-para-ampliar-oferta-de-credito-a-micro-empresas/

Allis tem artigo publicado no Giro News, portal especializado no varejo

A Allis – empresa referência em field marketing e cliente da Ideias & Efeito Comunicação – tem material opinativo sobre o cenário atual e a importância da união de forças da indústria e o varejo neste momento de pandemia, destacado na área de opinião do portal Giro News. Quer ler na íntegra, acesse o link: https://www.gironews.com/opinioes/a-aproximacao-da-industria-e-do-varejo-durante-a-pandemia-e-o-caminho-para-alavancar-os-negocios-58940/

Avell mostra expertise em notebooks para o setor odontológico, no Jornal Odonto

A Avell, maior fabricante de notebooks customizados do país, desenvolve máquinas com sistemas operacionais que atendem setores específicos como a odontologia, arquitetura, engenharia, entre outros. A nossa estratégia de assessoria de imprensa reforça a expertise da marca para seus respectivos públicos-alvo. Como fazemos isso? Gerando conteúdos informativos em veículos de comunicação direcionado para profissionais desses mercados, como o Jornal Odonto, veículo direcionado exclusivamente para o setor odontológico. Confira o artigo na íntegra:

 

 

 

Especialista da Globalweb tem artigo publicado no portal CIO

Com a missão de estimular repercussão de temas estratégicos para os nossos clientes, conseguimos a veiculação do artigo “Metodologia ágil em desenvolvimento de sistemas é potencializada pela orquestração multinuvem” assinado pelo diretor comercial da Globaweb, Renato Panessa.  Analisamos qual canal de comunicação é direcionado para o público alvo e desenhamos uma estratégia para que ele apareça nesses canais, falando sobre temas que valorizem a necessidade de suas soluções. Confira abaixo o artigo:

Metodologia ágil em desenvolvimentos é potencializada pela orquestração multinuvem

 

 

Estratégia de comunicação em meio à pandemia do Covid-19

A Avantia, empresa especializada em videomonitoramento inteligente, foi consultada pelo jornal Diário de Pernambuco – um dos principais veículos de comunicação da região – para falar sobre “tecnologias que estão ajudando no país no combate ao Covid-19”. Esse resultado mostra a estratégia com o qual a equipe da Ideias & Efeito trabalha para sempre garantir espaço na mídia para seus clientes. A matéria rendeu espaço na versão impressa e online.

Confira a matéria online na íntegra: https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/economia/2020/03/tecnologias-pernambucanas-ajudam-no-combate-a-covid-19.html

Special Dog ganha espaço no jornal O Estado de S. Paulo

O trabalho de assessoria de imprensa realizado pela Ideias & Efeito rendeu à Special Dog, indústria de alimentos para cães e gatos, mais um importante e estratégico espaço em um dos principais veículos de comunicação do país. A projeção de crescimento da empresa para 2020 ganhou destaque na Coluna do Broadcast, do jornal O Estado de S. Paulo. O espaço traz as notícias econômicas mais relevantes do Brasil.

Confira a versão online e, mais abaixo, a nota impressa: https://economia.estadao.com.br/blogs/coluna-do-broad/special-dog-projeta-receita-proxima-de-r-800-mi-em-2020/

 

O follow-up “analógico” com jornalistas está com os dias contados?

A era digital estabelece um diálogo cada vez mais rápido e assertivo. Pessoas têm a sensação de lutar contra o tempo e estão ávidas por receber informações de forma instantânea. Você imagina como deve ser atualmente o trabalho de um jornalista para apurar fatos na redação? Com quais ferramentas ele trabalha, como checa a informação? As agências de comunicação são fontes atuantes neste processo e cumprem a importante missão de passar notícias estratégicas para o profissional que está “do outro lado do balcão” por meio do follow-up. Entretanto, esta prática vem mudando e hoje tomou outra forma de ser feita: pelos meios digitais. Será que a conversa ao telefone, para “vender” uma boa pauta e persuadir o repórter, está com os dias contados?

Há 16 anos, quando fundei, com minha sócia, a Ideias & Efeito Comunicação, eram criadas sugestões de reportagem sobre nossos clientes, escritas de forma personalizada no corpo de um e-mail e enviadas para redatores, editores, repórteres especiais que estavam dentro de nossa estratégia de divulgação. Na sequência, pegávamos o telefone – objeto considerado old- fashioned nos dias de hoje – e fazíamos o tradicional follow-up. O conteúdo era desenvolvido de forma bastante rica e funcional para cada jornalista, que naquela época já não tinha muito tempo à disposição dos assessores de imprensa diante das inúmeras matérias que precisava produzir. Fazer um ótimo follow-up que gerasse reportagens publicadas sempre foi premissa dentro da agência na hora de formar equipe. Esta proatividade capaz de emplacar matérias e conquistar espaços na mídia nunca foi tarefa das mais fáceis. Mas sempre tivemos êxito na hora de metrificar resultados e entregá-los para o cliente.

A era digital evoluiu absurdamente e com a chegada das redes sociais e das variadas ferramentas instantâneas de conversa, o telefone já não é tão efetivo. É o que ouço, aqui na agência, da minha equipe – formada pelas gerações Y e Z. Hoje, o assessor de comunicação liga diversas vezes para a redação e só ouve o chamado.  Então, como ser efetivo? Como fazer a notícia chegar na hora exata, para o profissional certo e manter um bom nível de matérias publicadas? A resposta é: atuar como o repórter atua na hora de buscar um dado valioso. Ou seja, praticar a persistência. Rastrear lugares onde ele vai buscar uma fonte de informação, uma ideia interessante. Participar de grupos formados no Facebook, no LinkedIn, trocar mensagens por WhatsApp, e-mail e, apesar da dificuldade, não subestimar o tradicional contato pelo telefone, pois uma hora há de se ouvir um “alô” do outro lado da linha,e, só quem é assessor de imprensa sabe como alguns minutos de conversa são valiosos para emplacar a tão desejada pauta.

 

Renata Noschesi

Jornalista, sócia da Ideias & Efeito Comunicação

Special Dog é novo cliente da Ideias & Efeito Comunicação

Felizes em anunciar a chegada da conta da Special Dog à agência para o desenvolvimento da imagem institucional da marca e de todas as suas categorias de produtos por meio de Relacionamento com Imprensa. A empresa é uma das brasileiras líderes no segmento de pet food, com sede em Santa Cruz do Rio Pardo (SP). Sejam bem-vindos!