Tag: empresas

Graziela Moreno, CEO da ACAD, fala sobre retenção de talentos ao Portal Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Dia a Dia – Empreendedorismo

6 dicas para reter talentos na sua empresa

Por Talita Monico

A cada nova geração que aparece, as necessidades exigidas das empresas mudam. O ambiente de trabalho está cada vez mais diversificado e isso é essencial para manter os funcionários satisfeitos. “A motivação foi mudando ao longo das gerações, do crescimento demográfico e das megatendências”, explica Graziela Moreno, CEO da Academia de Estratégia (ACAD).

Para ler a notícia na íntegra, clique aqui.

 

 

José Hernani, sócio da Pieracciani, fala à revista Cliente SA sobre a necessidade de inovação nas empresas

Não vá perder o bonde!

O que ontem era tendência, hoje já ficou para trás. Exemplo? Até há alguns meses, estar presente nas redes sociais era sinal de inovação, agora quem não está lá é dito como ultrapassado. Não bastasse a maior velocidade com que se dá a evolução das tecnologias e dos processos de relacionamento, a exigência para que as empresas acompanhem as novas necessidades do mercado nunca foi tão alta. Ficar parado é correr o risco de perder seu principal ativo: o cliente. “A empresa que permanecer estática pode ser atropelada pelos concorrentes, que estão fazendo melhor sua lição de casa”, alerta José Hernani Arrym Filho, sócio da Pieracciani, consultoria de gestão da inovação.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo 

Mundo Corporativo, revista institucional da Unimed, entrevista Valter Pieracciani sobre inovação nas empresas

O valor de uma ideia radical

Inovação é palavra de ordem em toda empresa – pequena, média, grande – que quer crescer e se destacar no mercado globalizado e extremamente competitivo dos tempos atuais. Buscar uma forma de incrementar um processo ou melhorá-lo ainda mais faz parte do dia-a-dia do mundo dos negócios. Se a inovação é essencial, muitos lançam mão da inovação disruptiva, segundo explica Valter Pieracciani, sócio-diretor da Pieracciani Gestão da Inovação.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

 

Ações governamentais e inovação tecnológica são tema de matéria no Correio Popular, de Campinas, com participação de Valter Pieracciani

Inovar nunca foi tão preciso. Nem tão fácil

Por Adriana Leite

A inovação tecnológica e a aposta em pesquisa e desenvolvimento ganham espaço no dia a dia das indústrias brasileiras. Em um cenário de competição extrema, a saída é buscar processos e produtos que tragam novidades e redução de custos.

A desburocratização das ações governamentais para dar acessos a benefícios e financiamentos às empresas de base tecnológica e que promovam pesquisa e desenvolvimento é uma medida que deve ser tomada com urgência, segundo Valter Pieracciani, sócio da Pieracciani Gestão da Inovação.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Valter Pieracciani faz análise sobre os investimentos em inovação em matéria publicada na revista AméricaEconomía

A hora da mudança

Por Graziele Del Bó

Eles não inventaram a roda nem descobriram a pólvora, como diz o velho jargão, mas tiveram um olhar diferente sobre seus negócios e hoje estão colhendo resultados positivos. A AméricaEconomía foi atrás da história de três empresas que apostaram na inovação – seja de gestão ou de estrutura – para continuar crescendo.

“O mundo está mudando muito rapidamente nesses últimos anos. Estamos vivendo a era dos nanosegundos. E as espécies que sobreviverão não serão exatamente as mais fortes, mas sim aquelas que melhor conseguirem se adaptar”, resume Valter Pieracciani, sócio-fundador da consultoria Pieracciani, autor dos livros Qualidade não é mito e Dá Certo e Usina de Inovações, com vasta experiência na área de gestão empresarial.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo:

Valter Pieracciani, sócio-diretor da Pieracciani Consultoria Transformadora®, fala sobre inovação em matéria veiculada pelo Jornal da Band

Empresas investem em um diferencial para se destacar no mercado

Para sobreviver em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas buscam um diferencial. No Brasil, entretanto, ainda são poucas as que se preocupam com a área de inovação. Por outro lado, quem investe em boas ideias descobre logo as vantagens desta aposta: produtos novos e criativos aumentam os lucros.

Clique abaixo para assistir o vídeo da matéria:

Empresas investem em um diferencial para se destacar no mercado

Eduardo Morato, da Off Field, fala ao jornal Brasil Econômico sobre Copa 2014 e investimentos de empresas em ações estratégicas

Empresas podem planejar ações para a Copa

Por Priscila Dadona

A Copa do Mundo no Brasil impulsionará a economia em todos setores e deve movimentar R$ 142 bilhões nas 12 cidades-sede. Diante da expectativa de investimentos tão altos, as empresas brasileiras já podem pensar em ações para ligar a sua marca ao futebol. Eduardo Morato, diretor da Off Field, agência de marketing promocional, mostra como se preparar para 2014.

Para ler esta matéria na íntegra, clique no link abaixo

Exame.com entrevista Valter Pieracciani sobre inovação no mercado da moda e lições para outras indústrias

O que a indústria da moda pode ensinar sobre inovação

Por Luciana Carvalho

Empresas de outros setores podem aprender muito sobre criatividade com o mundo da moda. “São poucas as companhias que têm uma rotina que garante a inovação”, afirma o sócio-fundador da consultoria Pieracciani, Valter Pieracciani. Para ele, é exatamente essa mudança periódica que faz da indústria da moda um exemplo fértil para empresas que, mais do que inovar, querem sair na frente e conquistar um mercado ainda inexplorado. Em entrevista a EXAME.com, ele listou as características do mundo da moda que podem servir de inspiração e citou algumas empresas que já captaram esse espírito inovador.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo.

Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, fala sobre fusões e aquisições à revista Valor Setorial, do Valor Econômico

Funcionário agora é o primeiro a saber

Por Fátima Fernandes

A onda de fusões e aquisições vivida do Brasil na década de 90 trouxe lições importantes para as companhias e suas áreas de comunicação corporativa. “Fusões bem feitas e malfeitas mostram que marcas têm valor e que há casos em que devem ser preservadas”, afirma Eduardo Tomiya, diretor geral da BrandAnalytcs.

Para ler a reportagem na íntegra, clique na imagem abaixo

Rafael Kiso, da Focusnetworks, fala sobre Social Business ao programa Grandes Nomes da Propaganda, da MGM

Por Raul Nogueira Filho

Profissional fala sobre a importância das empresas serem sociáveis

A Focusnetworks tem como objetivo criar um novo capital estratégico para seus clientes e levá-los a um nível elevado de vantagem competitiva através do Social Business. O conceito engloba projetos de e-business aliados ao marketing digital e propõe a participação direta de consumidores, funcionários, fornecedores e parceiros no processo de criação de valor às empresas através das mídias sociais.

Para assistir ao vídeo, clique no link abaixo

Rafael Kiso – Grandes Nomes da Propaganda

Parceria entre Focusnetworks e Symnetcs é divulgada na coluna Blue Chip, do Valor Econômico

Comunidade da Firma

Por Angela Kinke

Para tirar proveito do potencial das redes sociais, a Focusnetworks, agência especializada em marketing digital, e a Symnetcs, que dá consultoria de gestão para empresas, firmaram uma parceria. A Focusnetworks entra com o desenvolvimento de sites interativos que substituem as intranets. “Com a chegada de novos clientes e projetos, a meta é aumentar em 80% nosso faturamento.”, diz Rafael Kiso, gerente de novos negócios da Focusnetworks.

Para ler a nota na íntegra, clique na imagem abaixo

Patricia Peck Pinheiro e Rubens Kiso participam de especial sobre Negócios na Internet, da Revista Meu Próprio Negócio

Advogada do PPP Advogados e diretor de qualidade da Focusnetworks falam sobre necessidade de cuidados no envio de e-mails

Por Ivo Mattos

Nas últimas décadas, o uso do e-mail para o relacionamento entre empresas e seus funcionários, fornecedores e clientes se popularizou de maneira avassaladora. Entretanto, ao mesmo tempo que esta ferramenta é vista como uma verdadeira “mão na roda” para quem a utiliza, também é preciso tomar uma séria de cuidados. “O e-mail deve ser usado com cautela, visto que é um documento escrito com pelo menos quatro testemunhas máquinas (dois HDs de computadores do remetente e destinatário, provedores de envio e recebimento). Logo, deve-se ter uma relação clara e objetiva, sem margem a dupla interpretação.”, dá a dica Patricia Peck, especialista em Direito Digital.

Em relação a pedidos e cotação online, é muito comum haver confusões, seja com clientes ou com fornecedores. E, quando isso ocorre, a melhor saída é a boa vontade das duas partes em resolver qualquer tipo de empecilho. “Procuramos sempre chegar a um acordo em que ambas as partes saiam satisfeitas. E, mesmo se o cliente cometeu qualquer equívoco, recomeçamos o trabalho, mesmo porque temos interesse em manter o cliente.”, afirma Rubens Kiso, diretor de qualidade da Focusnetworks.

Para ler a reportagem na íntegra, clique nas imagens abaixo

Revista ProXXIma consulta profissionais da Focusnetworks, Enken e Direct Performance para dicas de visibilidade na web

Quem é vivo sempre aparece

Buscadores como Google, Bing e Yahoo são porta de entrada para a maioria dos sites

Por Fernanda Bottoni

Buscadores como Google, Bing e Yahoo são a vitrine de muitos sites. O mais popular deles já virou até verbo. Para comprovar, experimente dar uma “googada” aí no seu browser.

“O Google é a porta de entrada para praticamente todos os sites. Vemos isso através do Google Analytics de todos os clientes”, avalia Rafael Kiso, diretor de novos negócios da Focusnetworks, agência de marketing digital.

Para quem quer se preparar melhor para essa verdadeira guerra pelo topo dos resultados das buscas, a revista Proxxima preparou uma seleção de dicas e recomendações de especialistas no assunto. Segundo Fábio Serra, da Direct Performance, consultoria de business intelligence, tudo começa com uma boa organização do próprio site. “Se o internauta tem facilidade para encontrar as informações que procura numa página, provavelmente o buscador também terá. Se estiver claro para um, provavelmente estará claro para o outro”, diz.

Não basta patrocinar

Segundo os especialistas, porém, nem mesmo uma boa estratégia de links patrocinados  é capaz de lapidar uma imagem estragada pelas opiniões de consumidores na web. “Não adianta veicular mídia paga em buscadores sem possuir uma presença positiva no resultado de busca orgânica. O consumidor verá reclamações na principal área de visualização e anúncios na área secundária. Parece óbvio, mas muitas marcas fazem isso”, diz David Reck, diretor da Enken Comunicação Digital.

Clique nas imagens abaixo e confira a matéria na íntegra