Category: MPA

ADNEWS publica artigo de Mariana Cabral, especialista de SEO da mLabs sobre impacto da Black Friday nas redes sociais

Realizada no Brasil desde 2010, a Black Friday é uma das principais datas para o comércio, especialmente em âmbito digital. Muitas marcas utilizaram seus canais em redes sociais como plataforma de venda e de pesquisa para entender as tendências do mercado durante a data.

Mariana Cabral, especialista em SEO e Inbound Marketing da mLabs, escreveu um artigo para a ADNEWS sobre o impacto da data nas redes sociais. Confira o texto completo neste link.

adnews-mlabs

mktdigitalassessoriadeimprensa

Assessoria de Imprensa ou Marketing Digital: qual estratégia é melhor para o seu negócio?

Na hora de escolher uma estratégia de comunicação, seja para alavancar vendas, estreitar relacionamento com o público ou apenas para ampliar seus leques de mercado, muitas empresas ficam em dúvida entre contratar uma Assessoria de Imprensa ou uma consultoria em Marketing Digital com foco em Conteúdo. Embora ambas as formas de comunicação sejam válidas para companhias de diferentes portes, vale a pena considerar um plano conjunto de Assessoria de Imprensa e Marketing Digital. Confira abaixo os benefícios de trabalhar ambos os formatos de comunicação de maneira integrada.

Read More
facebook

Stories, Lives e Instant Articles: como o Facebook está protagonizando mudanças na comunicação?

O surgimento do Snapchat em 2011 mudou muita coisa na comunicação. A ideia inicial do app era de que as mensagens de texto, imagem ou vídeos de até 10 segundos só poderiam ser visualizados uma vez e depois eram deletadas da caixa de entrada e dos servidores. Posteriormente, a rede criou a função “Minha história”, em que os usuários poderiam manter imagens e vídeos visíveis para todos os seus seguidores pelo prazo de 24 horas. Neste período é possível ver e rever quantas vezes quiser cada uma das histórias.

Read More
crise-de-imagem

4 passos importantes para gerir uma crise de imagem

Todo negócio está sujeito a crises. Há, porém, situações que a empresa consegue prever e, desta forma, trabalhar para evitar a crise. Em outros casos, a crise é reação de um cenário imprevisto. Para evitar danos a imagem da organização, é necessário que os principais porta-vozes e a equipe responsável pela comunicação da marca sejam ágeis e acessíveis para a imprensa.

Confira abaixo os principais passos para uma gestão eficiente de crise de imagem.

Read More
o-que-torna-o-conteudo-relevante

O que é relevância em comunicação digital e como conquista-la?

A popularização do Inbound Marketing reforçou uma necessidade comercial que muitas empresas ignoram em suas estratégias de vendas e expansão: a produção de conteúdo. Embora as companhias entendam a necessidade de produzir conteúdo para atrair novos negócios, muitas ainda consideram que informar potenciais clientes sobre seu ramo de atuação é entregar o ouro ao ladrão. Em outras palavras, muitas empresas e empreendedores pensam que compartilhar seu conhecimento é perder negócio. “Se o meu target entende bem do que eu faço, ele resolve fazer por si só ao invés de me contratar”.

O marketing de conteúdo prega o contrário. Quanto mais autoridade a marca tiver para falar sobre seu produto ou serviço, maiores são as chances de conquistar novos negócios através do impacto que o conteúdo causa. Este impacto é o que chamamos de relevância. Você sabe o que torna um conteúdo relevante? Confira abaixo.

Read More

Reamp é destaque na ProXXIma em matéria sobre o lançamento do Protect Yourself

Por conta dos inúmeros casos de invasão de dados e vazamentos de informação, a Reamp, empresa especializada em consultoria e gestão de soluções e auditoria de mídia digital, em parceria com a 3D Factory, lançou a campanha “Protect Yourself”.

A ação distribuiu 1.000 covercams a clientes, parceiros, fornecedores e veículos de mídia, e contou também com a criação de uma landing page onde é possível solicitar uma covercams e saber mais sobre a invasão de dispositivo e roubo de informações.

Leia a matéria completa neste link.

04.09.17_MeioeMensagem_Protect Yourself

web

Como a internet mudou o jornalismo?

A internet mudou a forma de trabalhar para muitas profissões. O jornalismo é, certamente, uma das mais afetadas pelas novas tecnologias. Publicações impressas disputam audiência com veículos digitais e produtores independentes. E todos entraram na dança do maior duopólio que há no mundo digital — Google e Facebook. O texto corrido dá lugar à repetição de palavras-chave do SEO. Isso quando não é substituído por imagens, gifs ou vídeos. Na era digital, o trabalho jornalístico se tornou muito mais que simplesmente informar o leitor: é preciso engajá-lo, torná-lo parte do processo de comunicação.

Tais mudanças afetaram a forma que jornalistas e assessores de imprensa pensam em pautas, se relacionam, fazem pesquisas, encontram personagens para ilustrar seus artigos e trocam informação durante o processo de produção de conteúdo. Confira abaixo as principais mudanças que o jornalismo sofreu com os avanços da tecnologia.

Read More
poder-da-influencia

O poder da influência

O primeiro episódio da terceira temporada de Black Mirror, série original da Netflix, mostra uma sociedade cuja moeda corrente é a influência digital. A trama apresenta a vida de uma moça com pontuação de 4,2 estrelas que se desespera para alcançar um score melhor ao receber o convite de casamento de uma amiga com 4,9 estrelas. Parece absurdo, mas não é.

Com a popularização da internet todos nós passamos a ser produtores e disseminadores de conteúdo. Essa produção intelectual virou negócio. Fóruns no mIRC deram lugar a plataformas de troca de arquivos, salas de bate-papo foram substituídas por redes sociais, youtubers conquistam audiências que fariam inveja a emissoras de tevê, blogueiros são integrados a grandes portais de notícias, tuiteiros viram marketeiros de políticos e grandes empresas, instagramers tornam-se celebridades. A transformação acontece à medida que essas pessoas, que até então cidadãos comuns, alcançam cada vez mais audiência e passam a ser formadores de opinião.

Read More
redessociaisjuridico

Escritórios de advocacia devem usar redes sociais?

Estar ou não nas redes sociais é um tema de debate extenso entre profissionais do direito e escritórios de advocacia. O Código de Ética da prática advocatícia e o Provimento 94/2000 são claros quanto à presença de profissionais liberais do direito e escritórios de advocacia nestes canais: é permitida e recomendada a participação em redes sociais se o conteúdo produzido tiver caráter informativo, que agregue conhecimento e valor à área.

Qual o caminho para uma presença relevante nas mídias sociais, que não tenha caráter comercial, agregue valor ao escritório e preste serviço informativo aos usuários? Confira abaixo algumas dicas.

Read More
assesoria-imprensa-escritorios-advocacia

Como escritórios de advocacia podem fortalecer suas marcas por meio de Assessoria de Imprensa?

Escritórios de advocacia enfrentam diariamente um problema que profissionais de diversas outras áreas de atuação não possuem na hora da busca por novos clientes: as limitações que o Código de Ética da prática advocatícia e o Provimento 94/2000 impõem acerca de publicidade. Para profissionais do direito é proibida a criação de campanhas publicitárias com foco estritamente comercial nos veículos tradicionais.

São autorizados, no entanto, a ter sites, blogs e páginas nas redes sociais e a utilizá-los para fazer anúncios online como Adwords (em canais de busca), mas não podem lançar mão de seus canais de web para ofertar serviços, como atender ou fornecer consultas via e-mail, redes sociais e WhatsApp.

Read More
MediaTrainingLarge

Por que o Media Training é essencial para redes de franquias?

O Media Training é uma das ferramentas da comunicação utilizadas pela assessoria de imprensa, que prepara porta-vozes dentro de uma empresa ou organização para se relacionarem com a imprensa. O treinamento aborda questões primordiais para que executivos saibam como lidar com veículos de comunicação de maneira estratégica, cordial e amistosa, a fim de conquistar divulgações em mídia espontânea e de se tornar referência para jornalistas e influenciadores.

As redes de franquia normalmente detêm mais de um porta-voz: os executivos da própria franqueadora, tais como fundador, gerente de expansão e gerente comercial, além dos próprios franqueados, que podem ter boas histórias para contar, com pontos de vista diversos.

Levando em consideração a pluralidade de personagens e de porta-vozes que uma rede de franquias pode ter, selecionamos o que é preciso saber para que as redes de franquia tenham um treinamento de imprensa campeão. Confira abaixo.

 Quem deve participar do media training?

Executivos e franqueados devem participar dos treinamentos de mídia. É interessante que a rede atualize o seu anualmente, para garantir que mesmo com o crescimento ou troca de profissionais, todos estejam alinhados e habilitados a lidar com a mídia e com situações de crise que possam repercutir na imprensa.

 O media training é uma preparação para entrevistas?

Sim, e vai além. Parte da função do treinamento de imprensa é orientar porta-vozes para entrevistas, para que se saiam bem, falem com clareza aquilo que a marca pretende e precisa comunicar. O media training abre o olhar dos executivos da empresa sobre como e quais veículos são mais estratégicos para o negócio e, mais especificamente, para aquilo que se espera conquistar com uma divulgação: vendas, relacionamento, talentos, branding. É importante para entender tecnicamente de que forma o planejamento comercial pode – e deve – andar de mãos dadas com as ações de Assessoria de Imprensa, e também para prever situações comuns na comunicação corporativa com jornalistas e evitar eventuais problemas. A atuação de profissionais nas redes sociais da marca também pode ser pautada neste treinamento.

 Algumas etapas importantes de um media training e tempo de duração:

– Definição dos objetivos da rede de franquias em relação a comunicação e relacionamentos com a imprensa;

– Mapeamento dos principais stakeholders da rede de franquias;

– Seleção das key messages que dão base aos objetivos de comunicação;

– Definição de porta-vozes da rede de franquias;

– Análise de perfil dos porta-vozes;

– Mapeamento dos veículos estratégicos de imprensa para a rede de franquias;

– Estudo de cases do setor em que a franquia atua e análise de inserção dos concorrentes em veículos de imprensa;

– Treinamento teórico de imprensa;

– Treinamento prático de imprensa, com simulação de entrevistas e eventos de relacionamento;

– Avaliação de resultados de cada um dos porta-vozes e propostas para a melhoria destes resultados.

Pode durar um período do dia, um dia inteiro com intervalos para café e refeições ou até alguns dias seguidos. Vai depender da demanda da rede, bem como da quantidade de participantes.

 Qual é o momento adequado para a rede de franquia passar por um media training?

Quando a marca definir que pretende estar na mídia em forma de notícia. Ou, ainda, quando a marca já estiver na imprensa sem mesmo ter planejado isso. Não existe momento ideal, mas, sempre que houver relação entre empresa e imprensa, deve-se ter passado por um treinamento.

É importante avaliar a fase em que está a rede e seu grau de exposição na mídia. Está crescendo? Atingiu maturidade e reconhecimento de mercado? Está passando por alguma crise? Vai lançar um novo produto, serviço ou tecnologia? Vai mudar seu modelo de negócios? Fechou o trimestre/semestre/ano com lucro, queda ou estabilidade?

Cada uma destas situações merece atenção especial e dedicação a uma estratégia de comunicação com Imprensa. Daí a importância da constante atualização no treinamento e alinhamento de discursos.

 Como o media training auxilia a rede de franquias num momento de crise?

Crises de imagem podem afetar a marca de formas diversas e impactar seriamente no negócio. O media training é ideal para que a comunicação em momentos sensíveis seja clara e honesta com os steakholders e o público em geral e também capaz de indicar os caminhos que vão levar a empresa para fora da conjuntura negativa. Quais ações a rede vai tomar para consertar um erro ou para reagir a uma situação? Qual caminho a ser seguido? Um posicionamento oficial para estas questões, tanto com foco em Imprensa quanto em redes sociais, colabora com a manutenção positiva da imagem ou seu resgate.

É a partir do media training que a rede consegue definir quem é o melhor porta-voz para responder pela empresa em momentos delicados, sempre com a orientação e acompanhamento da Assessoria de Imprensa em parceria com outras áreas que podem ser envolvidas, como a jurídica, por exemplo.

A Ideias & Efeito oferece media training para empresas e seus executivos. Tem um time dedicado ao atendimento de franquias, com amplo knowhow e soma diversos cases de sucesso em seus 14 anos de atuação. Conheça nosso portfólio de clientes.

Assim como em todos os anos anteriores, nossa equipe esteve junto aos clientes do setor durante a ABF Franchising Expo 2017, que aconteceu entre os dias 21 e 24 de junho no Expo Center Norte.

Fique atento ao nosso blog e às nossas páginas do Facebook e do Linkedin, com notas sobre o evento e saiba mais sobre como uma assessoria de imprensa com ampla experiência em franchising pode auxiliar no desenvolvimento da sua marca.

Coletiva de imprensa de DIS e Miguel Neto Advogados sobre caso Neymar Jr. repercute globalmente

Delcir Sonda, sócio-proprietário da DIS, e Paulo Nasser, do Miguel Neto, falaram sobre o processo de corrupção que envolve o jogador na Espanha

A Ideias & Efeito Comunicação organizou, na última quarta-feira, 29, a coletiva de imprensa da DIS Esportes e Eventos e do Miguel Neto Advogados para esclarecer os últimos avanços da ação penal que moveram contra Neymar Jr. O jogador é acusado de corrupção nos negócios relativos à sua contratação pelo clube FC Barcelona entre 2011 e 2013.

A entrevista recebeu mais de 20 jornalistas de veículos nacionais e internacionais, como ESPN, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Fox Sports, Globo Esporte e Agência EFE. A repercussão foi global.

No Hotel Renaissance, em São Paulo, o sócio-proprietário da DIS, Delcir Sonda, acompanhado do advogado da DIS no Brasil e sócio do escritório Miguel Neto Advogados, Paulo M. Nasser, se pronunciaram e apresentaram, em primeira mão, as novidades e as perspectivas do caso neste momento que antecede o julgamento na Espanha.

Além deles, estiveram presentes na entrevista o diretor-executivo da DIS, Roberto Moreno, e o advogado da DIS na Espanha e sócio-diretor do escritório lus+aequitas abogados, Eliseu Martínes.

 

 

 

 

Laquila participa de matéria sobre lojas móveis no especial PME do Valor Econômico

Lojas temporárias testam mercados e aumentam vendas

Por Martha Funke

A maior facilidade na negociação de aluguéis e a necessidade de encontrar alternativas para ampliar vendas estimularam investimentos em lojas temporárias, as pop-up stores, formato utilizado também pelas marcas para testar a aderência a novos espaços e acompanhar o movimento de seu públicos-alvo.

A importadora e distribuidora de peças e acessórios para duas rodas Laquila, por exemplo, preferiu uma unidade móvel para percorrer o Brasil com produtos como acessórios e vestuário. Segundo o fundador da marca, Eduardo Trosman, em 2016 a loja móvel percorreu 146 cidades.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Valor Economico, Laquila

 

 

Notebook da Avell é sugestão do Correio Paranaense para gamers e profissionais

Avell apresenta notebooks com placa Série 10

A Avell, fabricante brasileira de notebooks de alto desempenho, lança dezesseis modelos de notebook voltados para  profissionais gamers e profissionais como arquitetos, designers e engenheiros. Entre os diferenciais do lançamento, está a placa de vídeo Série 10, com Arquitetura Pascal, que oferece até três vezes mais desempenho comparada às gerações anteriores.

Para ler a nota na íntegra, clique na imagem abaixo:

correio-paranaense-avell

 

Especialista da CGI é fonte em matéria do Valor Econômico sobre energia

Especialistas preveem bandeira verde e conta de luz sem aumento em setembro

Por Rodrigo Polito e Camila Maia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulga hoje a cor da bandeira tarifária que será adotada para setembro. A maioria dos especialistas e investidores ouvidos pelo Valor acredita que a bandeira permanecerá na cor verde. Alguns, porém, acreditam que há espaço para a mudança para a cor amarela. Caso a autarquia mude a cor da bandeira, refletindo um aumento de custos com geração térmica, haverá um impacto estimado em 2% sobre as contas de luz dos consumidores.

Para Marco Afonso, especialista em energia da consultoria em serviços em utilities CGI Brasil, a combinação do aumento da demanda previsto para os últimos quatro meses do ano com os níveis dos reservatórios das usinas, que continuam baixos, devem motivar o acionamento das térmicas com custo acima de R$ 211 por megawatt-hora (MWh), justificando a bandeira amarela.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

valor-cgi