Category: BrandAnalytics

Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, fala sobre fusões e aquisições à revista Valor Setorial, do Valor Econômico

Funcionário agora é o primeiro a saber

Por Fátima Fernandes

A onda de fusões e aquisições vivida do Brasil na década de 90 trouxe lições importantes para as companhias e suas áreas de comunicação corporativa. “Fusões bem feitas e malfeitas mostram que marcas têm valor e que há casos em que devem ser preservadas”, afirma Eduardo Tomiya, diretor geral da BrandAnalytcs.

Para ler a reportagem na íntegra, clique na imagem abaixo

Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, fala ao Top of Mind, da Folha de S.Paulo, sobre marcas mais lembradas pela classe A.

Bons frutos

Por Renata de Gáspari Valdejão

Campeão entre as marcas de azeite desde que a categoria foi criada no Folha Top Of Mind em 2006, o Gallo aparece pela primeira vez no Top Classe A.

A Brastemp aparece em primeiro lugar com a máquina de lavar roupas. A mesma empresa emplacou o segundo, com geladeira.

“Os produtos da Brastemp estão alinhados com a classe A, porque a Whirlpool tem a Consul para o segmento mais popular, por isso a empresa posiciona a Brastemp como marca Premium”, diz Eduardo Tomiya, diretor-geral da consultoria de marcas BrandAnalytics.

Para ler a reportagem completa, clique na imagem abaixo

Patrocínio a eventos é tema de entrevista de Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, ao jornal O Povo, de Fortaleza

O valor de um patrocínio

Empresas investem em grandes eventos esportivos e culturais para posicionar e agregar valores à marca

Por Luar Maria Brandão

Associar os atributos de um evento à marca é o principal objetivo das empresas que apostam no patrocínio. Segundo Eduardo Tomiya, diretor da BrandAnalytics, uma das principais consultorias de branding do Brasil, “o patrocínio cria percepção de marca, posicionando-a no mercado e capitalizando atributos emocionais”.

Clique na imagem abaixo e leia a reportagem na íntegra

Eduardo Tomiya fala ao jornal Propaganda & Marketing sobre crescimento da BrandAnalytics e nova filial internacional

BrandAnalytics prepara expansão na América Latina

Por Daniela Dahrouge

A BrandAnalytics continua seu processo de expansão. Após entrar no mercado europeu no primeiro semestre deste ano, a consultoria – especializada em gestão de marcas – se reestrutura para chegar ao mercado argentino e, ainda, ampliar sua atuação no Brasil.

Segundo Eduardo Tomiya, sócio-diretor, as mudanças visam atender à crescente demanda por serviços de brand valuation dentro e fora do País.

Para ler a íntegra da matéria, clique na imagem abaixo

Valor Econômico: Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, avalia estratégia da marca L´Oréal ao investir em sustentabilidade

Ser ou não ser discreto, eis a questão da L´Oréal

Sustentabilidade

Nos últimos anos, a L´Oréal mudou suas embalagens sem fazer alarde. As da linha de produtos para cabelo Garnier, da marca, “emagreceram” cerca de 60%. Menos plástico passou a ser usado no material que embala os cremes no Brasil. Desde 2008, o PVC, um tipo de plástico que dá certo brilho às embalagens, não é mais usado. Foi trocado pelo polipropileno, reciclável.

Algumas medidas estão sendo tomadas pela companhia no mundo e no Brasil para mostrar um lado mais sustentável. Por aqui, a empresa reforça que não deve adotar estratégias focadas numa alta exposição dessas ações, como campanhas na mídia.

Para o diretor da BrandAnalytics , Eduardo Tomiya, a L´Oréal não quer capturar um novo atributo para a marca. “Mas quer reduzir a percepção de que ela não estava ligada a esse movimento de ações sustentáveis que alguns rivais locais já exploram há anos”, diz.

Clique na imagem abaixo e leia a matéria na íntegra

Em especial do Meio e Mensagem, Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, fala sobre a intenção de internacionalização por parte de varejistas brasileiras.

Líderes do varejo se fortalecem

Movimentos de fusões e aquisições devem gerar novos desdobramentos em 2010

Por Felipe Porciúncula

As recentes fusões e aquisições na área do varejo, principalmente no segmento de eletroeltrônicos, refletem um momento de crescimento do País e devem gerar novos desdobramentos. Esse setor é vital para o mercado publicitário, já que, mesmo mantendo estabilidade em relação ao ano anterior, o comércio varejista lidera o ranking de 2009 dos que mais investiram em compra de mídia (ver quadro abaixo). A combinação de pelo menos três fatores aponta que este mercado continuará crescendo em 2010: manutenção do crédito, aumento de empregos e elevação da renda.
A movimentação se intensificou em junho do anos passado, quando o Grupo Pão de Açucar anunciou a aquisição da rede Ponto Frio por R$ 824,5 milhões. Seis meses depois, foi a vez da fusão com as Casas Bahia por meio da Globex, controladora do Ponto Frio – negócio que nasceu com faturamento de R$ 18,1 bilhões e 1.015 lojas em 18 Estados brasileiros.

Leia a matéria completa clicando nas imagens abaixo:

Parte 1
Parte 2

Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics, fala sobre branding no especial do Meio & Mensagem

Oportunidades e ameaças na era das marcas

O segredo de identidades construídas e percebidas no exercício de equilibrar as demandas do capital e dos consumidores

Por Walter Faceta Jr.

Houve um tempo em que o valor de um empreendimento confundia-se com a reputação do produto comercializado. O mito de fundação do moderno mundo das trocas tem origem no acaso “newtoniano” que sucede à imperatriz chinesa Si Ling Chi, em tempo remotíssimo, por volta de 2.700 a.C. Reza a lenda que um casulo do bicho-da-seda despregou-se de uma amoreira e mergulhou caprichosamente em sua xícara de chá. Lidando com a intrusão, ela teria conseguido transformar o filamento em um pedaço de tecido.
Não demorou até que a técnica inspirasse um negócio, a príncipio restrito aos clãs da China, mas logo estendido para além das fronteiras. A rota da seda ligou um califa interessado em embelezar seu harém, a seda era a própria marca de luxo. Por sua leveza e textura única, carregava o feitiche da mercadoria a qual poucos podiam ter acesso.
Sem propaganda, esse já era um mundo de signos de referência. Na empoeirada e insalubre tumba do faraó Tutancâmon foram encontradas ânforas de vinho com inscrições que ofereciam informações sobre o fabricante. E nas ruínas de Pompéia, os arqueólogos localizaram jarras de vinho de marca primitiva, o Vesuvinum.

Leia mais clicando na matéria abaixo:

Parte 1
Parte 2
Parte 3

Estudo da BrandAnalytics é capa da revista Relações com Investidores

PETROBRAS

A marca mais valiosa do Brasil e a 73ª marca global de maior valor

As pesquisas “As Marcas Mais Valiosas do Brasil” (só marcas brasileiras) e “As Marcas Mais Fortes no Brasil” (marcas nacionais e internacionais presentes no País), desenvolvidas pela BrandAnalytics e publicadas no final de abril pela revista IstoÉ Dinheiro, indicam a Petrobras como a marca mais valiosa do País e a terceira mais forte. A companhia aparece como a 73ª mais valiosa do mundo também no BrandZ – ranking anual da Millward Brown publicado também em abril pelo jornal britânico Financial Times.

por EDUARDO TOMIYA

BrandAnalytics é capa da revista Relações com Investidores

 

 

Leia aqui na íntegra

Ranking exclusivo BrandAnalytics e IstoÉ Dinheiro

As Marcas mais valiosas do Brasil em 2010

As joias do capitalismo brasileiro

O valor das 50 marcas mais valiosas do País ultrapassou a barreira dos R$100 bilhões. Isso revela que os gigantes nacionais estão prontos para competir globalmente.

Carlos Sambrana

Leia mais clicando aqui

BrandAnalytics no Brasil Econômico

PETRÓLEO 2

Estatal tem a marca mais valiosa do país, diz pesquisa da BrandAnalytics e MillwardBrown

Com valor de marca de R$19,3 milhões, a Petrobras lidera o ranking das mais valiosas, à frente de Bradesco (R$14,8 bi), Itaú (R$13,3 bi), Banco do Brasil (R$11 bi), Natura (R$6 bi), Skol (R$5 bi), Brahma (R$2,5), Perdigão (R$2 bi), Casas Bahia (R$1,8 bi) e Sadia (R$ 1,6 bi). Para o gerente executivo da Comunicação Institucional da Petrobras, Wilson Santarosa, esse reconhecimento mostra que a sociedade acredita na Petrobras.

Leia mais clicando aqui

BrandAnalytics no Meio & Mensagem

Petrobras é a marca mais valiosa do País

O ranking da consultoria BrandAnalytics, divulgado pela revista IstoÉ Dinheiro na sexta, 30, aponta a Petrobras como a marca mais valiosa do País, avaliada em R$19,278 bilhões e crescimento de 735% de 2008 (quando ficou na sexta posição) para 2009. A elevação, segundo a consultoria, é resultado da inclusão na avaliação dos negócios B2B, responsáveis por valores consideráveis nos números da companhia. O levantamento, baseado em informações públicas e na pesquisa global de mercado BrandZ, da Millward Brown, que destacou o Google como a marca mais valiosa do mundo, avaliou 200 marcas no Brasil.

Leia mais clicando aqui

BrandAnalytics no jornal Propaganda & Marketing

BrandAnalytics expande

por Daniela Dahrouge

Sem ainda ter clientes nos países, mas enxergando oportunidades com a crise local, a BrandAnalytics acaba de iniciar operações em Madri (Espanha) e Lisboa (Portugal), marcando assim sua estreia no mercado europeu. No comando das unidades estará Jaime Martin, ex-Interbrand, que já começa a prospectar clientes na região.

BrandAnalytics no jornal Propaganda & Marketing

Eduardo Tomiya, da BrandAnalytics no jornal Brasil Econômico

Telefônica muda para Movistar em 2011

O diretor Fabio Bruggioni ratifica interesse em adotar marca espanhola em operação de telefonia fixa no Brasil.

Ruy Barata Neto

A Telefônica deverá assumir a marca Movistar no Brasil em sua operação de telefonia fixa. Ontem, em conferência via internet realizada com blogueiros, o diretor executivo da empresa, Fabio Bruggioni, disse que depois de uma série de investimentos para melhorar a infraestrutura de serviços e o relacionamento com cliente, aplicados entre 2008 e 2009, a operadora se sente pronta para começar em 2011 a adotar a marca Movistar no país.

 

Leia mais clicando aqui