Tag: Pieracciani Desenvolvimento de Empresas

Valter Pieracciani, da Pier, fala sobre a Lei do Bem na revista Época Negócios

Copo cheio , copo vazio

O GOVERNO COMEMOROU os números do relatório mais recente sobre a adesão à Lei do Bem, que prevê isenções para companhias que investem em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). Segundo a publicação, referente ao ano-base de 2012, 1.042 empresas aderiam à norma, número 8% maior que no ano anterior. No entanto, especialistas que se debruçaram sobre os dados devem sinais vermelhos. O investimento total das empresas em PD&I ficou em R$5,34 bilhões, 22% a menos do que  em 2011. Para Valter Pieracciani, sócio da consultoria especializada Pier, os resultados são “assustadores”: “Precisamos quadruplicar nossos índices para evitar desindustrialização. Em vez disso, estamos freando a inovação no Brasil”, afirma.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo 

Pieracciani - Época Negócios

Valter Pieracciani, da Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, fala à revista Época sobre bilionários inventores

Estes bilionários malucos…

… e suas invenções maravilhosas. Elon Musk, Jeff Bezos, Sergey Brin, Richard Branson e tantos outros  querem usar sua fortuna para transformar o impossível em realidade.

Por Marcos Coronato

O bilionário sul-africano e inventor Elon Musk estava sentado no bar de hotel chique em Mônaco, quando o bilionário americano, inventor e super-herói Tony Stark se aproximou da mesa e o cumprimentou. “Elon, aqueles motores de foguete são fantásticos”, disse Stark. “É? tenho uma ideia para um jato elétrico”, afirmou Musk. A cena dura alguns segundos do filme Homem de Ferro 2. Ao contracenar com um personagem de ficção, Musk apresentou ao mundo real uma eficiente mensagem de marketing.

Como o herói do filme, Musk quer ser reconhecido. Fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla Motors, Musk faz parte de um grupo pequeno de ultrarricos com dotes visionários, inventividade e imensa habilidade para o marketing pessoal. “É ótimo que esses bilionários existam. Espero que eles queiram entrar para  história e não apenas aparecer”, diz o consultor e especialista em inovação Valter Pieracciani.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo 

 

José Hernani Filho, sócio da Pieracciani, fala sobre inovação na gestão de RH no especial Valor Setorial Inovação, do Valor Econômico

Improvisação colaborativa favorece processo criativo

Por Maria Carolina Nomura

Tradicional no jazz, em que músicos estimulam sua criatividade e improvisam suas composições, algumas empresas passaram a adotar o modelo de “jam session” para trazer à tona  novos conceitos e processos. A prática incentiva os profissionais a vislumbrar caminhos diferentes para realizarem seus processos de forma mais simples, sustentável e econômica. Mas seu sucesso só é garantido quando os colaboradores veem seus projetos levados adiante.

Apesar de o caminho da inovação já ser conhecido, um dos grandes gargalos da área é encontrar um profissional para persegui-lo. “Sem um líder disposto a inovar, sem equipe e sem alianças ( com fornecedores, universidades e institutos), a velocidade pode não ser suficiente para a empresa criar vantagem competitiva pela via da inovação. Um modelo de gestão da inovação estruturado compreende as dimensões estratégia, ambiente, pessoas e processos”, aponta José Hernani Filho, sócio da Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, consultoria em gestão de inovação.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo 

José Hernani Arrym, da Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, fala ao Valor Econômico sobre inovação

Empreendedores carregam  a experiência das grandes

Por Jacilio Saraiva

A experiência das companhias maiores na área de inovação também pode servir de inspiração para as pequenas, segundo especialistas. Na corretora Segurar.com, criada em 2010, a inovação aparece na maneira de vender seguros: a operação é 100% on-line. “Em um segmento sabidamente conservador, foi mais que uma ousadia”, diz o CEO Oswaldo Romano Jr.

Para José Hernani Arrym, sócio da consultoria Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, os principais desafios que os empresários têm de vencer para adotar rotinas inovadoras é conseguir bons líderes, adotar um sistema organizado de ações e conhecer o sistema nacional de inovação.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo