Tag: resultados

Reamp é destaque na ProXXIma em matéria sobre o lançamento do Protect Yourself

Por conta dos inúmeros casos de invasão de dados e vazamentos de informação, a Reamp, empresa especializada em consultoria e gestão de soluções e auditoria de mídia digital, em parceria com a 3D Factory, lançou a campanha “Protect Yourself”.

A ação distribuiu 1.000 covercams a clientes, parceiros, fornecedores e veículos de mídia, e contou também com a criação de uma landing page onde é possível solicitar uma covercams e saber mais sobre a invasão de dispositivo e roubo de informações.

Leia a matéria completa neste link.

04.09.17_MeioeMensagem_Protect Yourself

Tributarie, empresa do Grupo Brugnara, tem aumento de 700% no tráfego do site após divulgação no Portal Exame

A Tributarie, franquia de gestão fiscal do Grupo Brugnara, registra aumento de 700% em tráfego em seu site após divulgação em matéria no Portal Exame. A reportagem, que leva o título “20 opções de franquias para quem pode investir até R$ 20 mil”, fala sobre os pontos principais do novo modelo de negócios da Tributarie, o e-Tax.

Confira abaixo os gráficos extraídos do Google Analyitcs sobre o aumento de tráfego no site da Tributarie após a divulgação da matéria em no último dia 17.

tributarie-brugnara

VALÉRIA ZOTELLI, DO MIGUEL NETO ADVOGADOS, É FONTE DO VALOR ECONÔMICO EM MATÉRIA SOBRE PARCELAMENTO DE DÍVIDAS FEDERAIS

O Valor Econômico publicou matéria sobre o Programa Especial de Regularização Tributária (PERT) criado a partir da medida provisória 783. O programa versa sobre o parcelamento de dívidas federais e oferece mais benefícios do que a versão anterior, lançada em Janeiro deste ano por meio da MP 766.

Segundo a matéria, quem aderiu à MP 766 terá dificuldades para migrar para o novo programa, embora ele ofereça soluções mais vantajosas de quitação de dívidas – como abatimento de até 50% de multa e até 90% em juros para pagamentos à vista.A advogada Valéria Zotelli, sócia do Miguel Neto Advogados, falou sobre como o decreto legislativo da MP 783 regulamenta melhor a questão de quitação de débitos federais. Segundo ela, a Medida Provisória  teve pouca adesão por conta do volume de débitos: “Só entrou na MP 766 quem tinha um prejuízo fiscal gigantesco e que a curto prazo não poderia ser utilizado em operação futura. O novo parcelamento é mais interessante e tem gerado mais procura”, disse ela.

Confira a matéria completa na imagem abaixo.

Clipping_Valor Econômico Online_Dra. Valéria Zotelli_14.06.17