Tag: dentista

IstoÉ Dinheiro destaca com exclusividade o lançamento da empresa Docbiz

Sorriso contra a crise

Por Hugo Cilo

Maior rede de clínicas odontológicas do Brasil, a Sorridents vai estrear no mercado de tecnologia. A empresa, com 240 endereços e faturamento de R$ 220 milhões em 2016 – alta de 10% sobre o ano anterior -, enxergou uma oportunidade de negócios na falta de habilidade dos dentistas em administrar suas finanças. “Geralmente, as contas dos consultórios são uma bagunça. Por não terem aulas de administração e finanças na faculdade, os profissionais chegam ao mercado sem a capacidade de gerir uma empresa”, disse à DINHEIRO a fundadora da Sorridents, Carla Sarni.

Para ler a nota na íntegra, clique na imagem abaixo:

IstoÉ Dinheiro - Sorridents

 

 

Dr. Ricardo Ladorucki, da Sorriso Digital, fala sobre escovação ao Portal Terra

Técnica do vai e vem é a melhor forma de escovar os dentes

A escova precisa ficar em um ângulo de 45 graus em relação aos dentes, e o processo deve durar, no mínimo, um minuto

Quando o assunto é a forma ideal de se escovar os dentes, muitas dúvidas aparecem. Movimentos circulares, vai-e-vem, para cima e para baixo. Afinal, qual é o jeito certo de fazer a higienização dental? Segundo o dentista Ricardo Ladorucki, o movimento adequado é: “o vai-e-vem com as cerdas fazendo um ângulo de 45 graus em relação a superfície do dente”.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Sorriso digital pro blog

Ricardo Ladorucki, fundador da Sorriso Digital, fala sobre mau hálito para Super Varejo

Odor Ingrato

Como não costuma ser percebido de imediato pelos portadores do distúrbio, o mau hálito pode provocar repulsa nas pessoas que se relacionam com eles

 Por Sandhra Cabral

Quem nunca ficou constrangido ou não soube como agir diante de alguém com mau hálito? O famoso e tão temido “bafo” não pode ser encoberto nem mesmo pelo mais belo sorriso, o que torna o distúrbio motivo de grande preocupação, já que as relações humanas passam, obrigatoriamente, pelo diálogo entre as pessoas.

“Para a boca, nariz e seios paranasais, fazemos exames clínicos e radiográficos. No estômago e intestino, exames em vídeo são os mais usados”, diz o clínico-geral e pós-graduado em estética da clínica Sorriso Digital, Ricardo Ladorucki

 Para ler a matéria na íntegra, clique nas imagens abaixo:

Sorridents é destaque em matéria de capa da revista Veja sobre o comportamento das classes C,D e E

Oi Brasil, estamos aqui!

Bem-vindo ao país da periferia, tão próximo e às vezes tão distante de tantos brasileiros. Formado pelas classes C.D e E, é um universo de 155 milhoes de pessoas que compram mais do que a Suiça e  a Holanda

Por Fernanda Allegretti

O sorriso metálico e colorido dos jovens que, nas últimas semanas, tomaram conta do noticiário nacional, após a explosão dos rolezinhos, deixa escapar bem mais dos que os versos do funk ostentação com os quais eles fazem, às centenas, os seus barulhentos passeios pelos shoppings das periferias das grandes cidades brasileiras. Não é que a trilha sonora desse novo e ruidoso fenômeno urbano careça de importância; dela vai se tratar adiante. Mas o sorriso, em si, de aparelho, daquela garotada – um símbolo de status, de ascenção econômica e, sobretudo,  de uma sadia vaidade, decorrente da autoestima elevada – ilumina algo de maior vulto.

Para pagar o curso de odontologia, Carla Renata Sarni, de 40 anos, vendeu muita. Hoje, ela e o marido, Cleber Soares, de 37 anos, são donos da franquia de clínicas odontológicas Sorridents, voltada para as classes C, D e E, com 193 unidades em  dezoito estados.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo 

Veja - Sorridents

Franqueados da Sorridents e do Grupo Container participam de matéria sobre empreendedorismo no jornal O Estado de S.Paulo

Empresário após os 50, uma aposta equilibrada

Por Cris Olivette

A longevidade da população vem fazendo com que pessoas acima de 50 anos tenham energia suficiente para começar a empreender. Aos 59 anos, o franqueado  Luiz Antonio Machado, da rede Sorridentes, engrossa essa tendência. Ele iniciou o negócio há cinco anos, pouco antes de se aposentar.

Já o franqueado Antonio Guinomar Ferreira Barbosa, do grupo Container,  que trabalhava com revenda de pneus, resolveu mudar de ramo de atividade perto de completar 60 anos.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

 

Carla Moruzzi, dentista da Sorridents, fala à revista Plástica e Beleza sobre como agir quando o dente quebra

Xi, o dente quebrou!

Por Malu Bonetto

Você sabe o que deve ser feito se isso acontecer com você? A dentista Carla Moruzzi, da Sorridents (SP), explica algumas situações:

  • Se houver sangramento: coloque gelo por dois minutos, deixe a região descansar por cinco minutos durante a primeira hora. O gelo ajuda a controlar o inchaço do trauma e o sangramento. Caso não haja gelo, opte por morder um pano limpo ou uma gaze para estancar o sangue através da compressão.

Para ver as dicas na íntegra, clique na imagem abaixo

Dra. Carla Sarni, fundadora da Sorridents, fala sobre empreendedorismo à revista Claudia

Elas inovam, inspiram e fazem dinheiro

Por Maria Laura Neves

Uma revolução silenciosa está acontecendo na economia do País. As mulheres estão tomando a frente na criação das empresas no Brasil. Em 2001, somente um terço dos novos negócios surgia pelas mãos delas. Hoje, são responsáveis por metade deles.

“Eu tinha 8 anos e voltava da escola com a minha mãe e meu irmão quando passamos em frente de uma barraca que vendia morangos. Ele pediu uma caixa para ela. Minha mãe respondeu que não podia comprá-la. O dinheiro estava contado para o jantar. A cena ficou na minha cabeça durante anos. Não conseguia entender como uma pessoa  não podia comer tudo o que tinha vontade. Fiquei inconformada. E esse sentimento moveu a minha vida”, diz a dentista Carla Sarni, 37 anos, dona da Sorridents, a maior rede de clínicas odontológicas da América Látina, com 83 unidades em 14 estados do país.

Para ler a notícia na íntegra, clique na imagem abaixo

Brasil Econômico online publica matéria sobre a Sorridents e a estratégia de negócios da rede junto à classe C

Sorridents cresce na esteira da ascensão da classe C

Por Micheli Rueda

A maior preocupação com saúde bucal por parte da população de baixa renda aliada a preços justos sustentam os negócios da rede de clínicas odontológicas Sorridents.

Fundada em 1995 pela cirurgiã dentista Carla Renata Sarni, a proposta da Sorridents é clara e as metas são audaciosas.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Dra. Carla Sarni, fundadora da Sorridents, conta à revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios como democratizou o sorriso no Brasil

Saúde

Burocraria e falta de dinheiro fazem com que 20% dos brasileiros permaneçam à margem dos sistemas de saúde, segundo estudo realizado pelo Banco Mundial. Para assegurar esse direito universal, alguns empresários desenvolvem novos caminhos que facilitam o acesso a um tratamento de qualidade.

“Muitos dentistas sonham em trabalhar pouco e ganhar muito, mas meu objetivo era justamente o contrário. Queria atender cada vez mais gente, mas com qualidade, mesmo ganhando pouco. Para cobrar menos, tive de me virar: cotava preços em vários lugares, negociava com fornecedores e fazia estoque de produtos que estavam em promoção”, diz Dra. Carla Sarni, fundadora da Sorridents.

Para ver a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Sorridents é destaque no Portal EBand em matéria sobre escovação dos dentes durante o período de férias das crianças

Crianças podem ter mais cáries nas férias

Por Isabella Ayub

Manter as crianças longe dos doces nem sempre é fácil e a tarefa se torna ainda mais complicada no período de férias, quando elas ficam mais tempo em casa e, com a falta de uma rotina regulada, acabam abusando do açúcar.

Além de comprometer a alimentação das crianças, comer muitos doces, balas, chicletes, biscoitos neste período pode ocasionar o aparecimento de cáries no futuro. “As crianças, quando entram em férias, tendem a não seguir uma rotina e esquecem de escovar os dentes e passar fio dental. Isso reflete lá na frente quando os problemas começam a aparecer”, afirma a Dra. Carla Sarni, especialista da Sorridents.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Presidente da Sorridents, Carla Sarni, ganha as páginas do Jornal do Commercio Brasil e revela o segredo do sucesso da maior rede de franquias de clínicas odontológicas da América Latina

Lucros em forma de sorrisos

Por Viviane Faver

As franquias de serviços odontológicos estão se proliferando, afirmam especialistas. De acordo com o consultor Marcos Rocha, da Global Franchise Consulting, as grandes clínicas vem invadindo a odontologia agregando marketing e sistemas de gestão de negócios, já que a parte técnica os profissionais já possuem.

A Sorridents, uma das representantes deste mercado incipiente surgiu em 1995. À época universitária, a fundadora e presidente da empresa, Carla Renata Sarni, trabalhava em um consultório na Vila Cisper, na zona Leste de São Paulo, quando conseguiu ajuda da avó e da tia para comprar uma cadeira de dentista, equipamento fundamental para que ela tivesse seu próprio consultório.

Quando anunciou sua saída ao dono do consultório, ele propôs que ela comprasse o espaço. Carla reformou o prédio e foi agregando o que via nas clínicas dos bairros mais sofisticados. “Depois disso, os dentistas que trabalhavam comigo pediram para abrir clínicas no mesmo formato junto com eles e cheguei a 23 unidades próprias. Neste momento, em 2005,  trouxe meu marido para me ajudar a formatar o sistema de franquia. Hoje, somos a maior rede de clínicas da América Latina, com 120 unidades em funcionamento e 160 comercializadas”, afirma.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Carla Renata Sarni, presidente da Sorridents, conta trajetória de sucesso à TV Estadão

Queremos ter 300 clínicas abertas até 2013, diz Carla Sarni, da Sorridents

Fundadora da maior rede de clínicas odontológicas da América Latina planeja expansão da marca e prepara a abertura de unidades em Portugal e Angola.

Por Letícia Bragaglia

À frente Sorridents, a maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, Carla Sarni trabalha até 16 horas por dia. Aos 37 anos, mãe de dois meninos, a empresária se orgulha de ter conquistado a liderança no setor sem perder o foco da marca, cujo diferencial, segundo ela, é atender o cliente da melhor forma possível. “Trato rico e pobre da mesma maneira. Nunca dei o cano em nenhum cliente, e sempre liguei para todos os pacientes no final do expediente, para saber como eles estavam”.

Para ver o vídeo da entrevista, clique na imagem abaixo

Parte 1

Parte 2

Profissionais da Sorridents dão dicas de saúde bucal na revista Capricho

Sorria! Saiba como cuidar da saúde de sua boca e ganhe um motivo para ficar rindo à toa

Por Gabriella Cartaxo

Cuidar da saúde da boca é a única forma de evitar doenças e garantir um sorriso bonito. Mas muita gente parece se esquecer disso. Segundo o Ministério da Saúde, 13% dos adolescentes brasileiros nunca foram ao dentista. Ao realizar um check-up todo ano, você faz a limpeza completa e previne, além da cárie, a placa bacteriana e o tártaro.

Para conferir todas as dicas, clique na imagem abaixo

Carla Renata Sarni, presidente da Sorridents, conta sua história de empreendedorismo no programa Elas e Lucros, da rádio 107,3 FM

Empresária fala sobre como montou a maior franquia odontológica do País

Carla Renata Sarni iniciou sua carreira empreendedora vendendo água e roupas para pagar a universidade. Hoje ela é proprietária da maior rede de clínicas  odontológicas do Brasil. Esta trajetória foi tema de uma entrevista no programa Elas e Lucros, veiculado pela rádio 107,3 FM.

Tudo começou com a vontade de vencer, com o . A profissional sempre se esforçou para ser independente financeiramente e crescer profissionalmente. Como dentista, multiplicou o número de pacientes do seu terceiro emprego em SP, comprando a carteira de clientes logo em seguida. Foi assim que ela montou a sua primeira clínica.

Em 1995, a Sorridents formatou o processo de franquias e atualmente possui 160 unidades em 11 estados brasileiros. O projeto de expansão é chegar em 2016 com 500 filiais. Atualmente, a Sorridents é reconhecida pela qualidade de seu atendimento e do material usado nas clínicas da rede, aumentando o número de pacientes a cada dia.

Para ouvir a entrevista na íntegra, clique abaixo.

http://mais.uol.com.br/view/7w8w3j51ajh8/programa-elas-e-lucros–14092010-tercafeira-0402993172C4B963C6?types=A&