Category: PH3A

Especialista em recuperação de crédito da PH3A fala ao jornal O Globo sobre renegociação de dívidas

Os direitos na hora de renegociar as dívidas

Com desemprego em alta, especialistas apontam quais os cuidados de quem precisa acertar as contas

Por Ione Luques e Priscilla Aguiar Litwak

Neste momento de crise, órgãos de defesa do consumidor alertam que há direitos a se defender nas renegociações de dívidas.

Marcelo Monteiro, especialista em mercado de recuperação de créditos e diretor de Novos Negócios da PH3A, diz que, ao renegociar, seja com banco, loja ou prestador de serviço, o mais importante é analisar os aspectos financeiros da dívida: se o valor está correto, se os juros aplicados são os contratados, se as condições propostas são justas e se cabem no bolso do devedor.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

O Globo Ph3a

 

 

CEO da PH3A, Paulo Cesar Costa, fala sobre Cadastro Positivo ao jornal DCI

Finanças

Após um ano, cadastro positivo ainda tem baixa adesão de consumidores

Serviço pode ajudar a aumentar os prazos para empréstimos a consumidores e reduzir os juros; no caso da oferta, bancos têm mais garantia, reduzindo os riscos e garantindo ganhos de escala

Por Pedro Garcia

Um dos principais benefícios do instrumento citado pelos especialistas ouvidos pelo DCI foi a inclusão social. “Muitas vezes as classes C, D e E não conseguem acesso a crédito, mas pagam a conta em dia”, afirmou o CEO da empresa de recuperação de crédito PH3A, Paulo Cesar Costa.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

DCI_Cadastro Positivo_20_10_2014

 

Diretor da Ph3A fala à revista Dedução sobre uso de tecnologia no mercado de cobrança

Mercado de cobrança usa tecnologia para crescer

POR Luciano Feltrin

“Esse é um mercado que gosta de carteiras de veículos e cartões de crédito, justamente por serem aquelas com ticket médio maior, a partir de R$ 300, o que possibilita um bom ganho se houver escala”, explica Paulo Cesar Costa, presidente da PH3A, empresa que acaba de adquirir a Arima, especializada em softwares de gerenciamento e cobrança voltados ao setor de recuperação e crédito.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

ph3a

Plataforma de e-commerce da PH3A é notícia da seção de Inovação e Empreendedorismo do jornal Brasil Econômico

Plataforma facilita comércio eletrônico de PMEs

Paulo César Costa deu início à PH3A após vender sua empresa especializada em software para base de dados. Como teve que ficar cinco anos fora do mercado por causa da concorrência, o executivo decidiu criar um startup em e-commerce. “Esta plataforma oferece nove soluções para os pequenos e médios empresários”, destaca Costa.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Paulo César Costa, fundador da PH3A, é destaque da coluna Decisão Difícil da revista Você S/A

Exílio do Mercado

Por Vanessa Vieira

Questão de Carreira
Quem nunca sonhou em ganhar muito dinheiro e se aposentar ainda jovem? Em 2006, o cientista da computação Paulo César Costa teve essa oportunidade, mas optou por retornar ao mercado. Há seis anos, a Informarketing, empresa de serviços tecnológicos para marketing direto, desenvolvida por ele virou caso de sucesso.

O dilema
O sucesso do negócio atraiu a atenção do grupo Experian, líder em serviços de análises e de marketing e gerenciamento de riscos. Paulo César recebeu uma proposta para vender a empresa por um valor que lhe permitiria se aposentar aos 41 anos.

A decisão
“Em abril de 2007 fechei a venda da Informarketing. Caso não vendesse, automaticamente ganharia um concorrente que é líder global nesse segmento. Se eu tinha 70 desenvolvedores trabalhando para mim na época, eles poderiam contratar 300. Não foi fácil. A gente sempre diz que quer ganhar na Mega-Sena e se aposentar, mas não é assim. Tentei ficar quatro meses sem fazer nada e, por incrível que pareça, foram os piores meses da minha vida. Viajei, realizei sonhos de consumo. Aí veio a pergunta: e agora? Neste ano estou retornando ao mercado com uma empresa de soluções de e-commerce para companhias de pequeno e médio porte, a PH3A. Os custos do e-commerce costumam ser proibitivos para essas empresas”.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo

Paulo Cesar Costa, da PH3A, fala sobre mercado de e-commerce no jornal Valor Econômico

Ligados na rede

Por Jacilio Saraiva

A chef banqueteira Mônica Dacjz, no mercado há 18 anos, sentiu a necessidade de oferecer suas receitas na web. Especializada em tortas que servem de quatro a oito pessoas e são vendidas por R$ 15 a R$ 44, a empresária garante entregas em até três dias úteis. “Quase 30% dos nossos negócios já são feitos pelo site”, diz Mônica. “Mas a tendência é de crescimento, com um aumento de 20% das encomendas on-line, no próximo ano.”

Para Paulo César Costa, diretor da PH3A, que desenvolve plataformas de e-commerce, os pequenos empreendedores virtuais precisam driblar desafios como direcionar orçamentos limitados para ações efetivas e oferecer um bom nível de serviço ao cliente. “Todos querem vender, mas é importante estar preparado para atender o comprador. Isso inclui um planejamento de disponibilidade de mercadorias, entregas no prazo e estar disponível para solucionar demandas.”

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo