Category: CGI

Imagem no jornal O Globo

Por meio do trabalho de assessoria de imprensa, a Ideias & Efeito gerou visibilidade para a tecnologia ArcGIS, distribuída oficialmente no Brasil pela Imagem, no jornal O Globo.

A empresa foi a responsável pela implementação do Sistema de Informações Geográficas na cidade de Niterói e que está impulsionando o município a se tornar uma smart city referência no Brasil.

A matéria no jornal O Globo mencionou o sistema ArcGIS e contou com entrevista do porta-voz da Imagem, Pedro Coura, gerente regional da empresa.

Confirma o resultado:

 

Ideias & Efeito assume a assessoria de imprensa da Imagem

A Ideias & Efeito foi a agência escolhida pela Imagem (www.grupoimg.com.br), líder em Soluções de Inteligência Geográfica, para desenvolver o trabalho de assessoria de imprensa da marca e seus produtos.

Fundada em 1986, a empresa brasileira é distribuidora oficial e exclusiva do ArcGIS, plataforma de dados geográficos desenvolvida pela gigante norte-americana Esri. Apoia empresas e governos na transformação de dados em conhecimento através de tecnologias que solucionam problemas de negócios. Sediada em São José dos Campos/SP, a Imagem conta com equipe formada por 230 profissionais e escritórios comerciais no Rio de Janeiro, Brasília, Ribeirão Preto, Porto Alegre e Salvador.

O atendimento da Ideias & Efeito à Imagem será realizado pela jornalista Thais e Silva (thais@ienoticia.com.br), com gerência de Aline Elias (aline@ienoticia.com.br) e direção de Audrei Franco (audrei@ienoticia.com.br).

 

CGI na matéria de capa da revista Brasil Energia

Internet das Coisas é o tema da matéria que contou com entrevista de Marco Afonso, diretor de consultoria em utilities da CGI

A matéria de capa da revista Brasil Energia do mês de abril teve como tema a digitalização dos serviços de energia – da distribuição à medição de consumo. O tema – a Internet das Coisas – já muito difundido no setor industrial, leva em consideração a modernização de estruturas, instalações, relações de consumo e manutenção de instalações elétricas, além de discutir tendências do setor para os próximos anos.
Marco Afonso, diretor de consultoria em utilities da canadense CGI falou à revista sobre a necessidade de investimentos em modernização das redes de energia elétrica no Brasil e demonstra otimismo ao prever que o volume de investimentos no setor tende a crescer nos próximos anos de acordo com as demandas do setor industrial.
Afonso também comentou sobre o consumo residencial de energia elétrica. Ele considerou que a tendência é ampliar o número de dispositivos inteligentes que medem e otimizam por si próprios o consumo de energia.
Confira abaixo a matéria na íntegra.

Revista Brasil Energia_impressa_Capa_MarcoAfonso_AbrilRevista Brasil Energia_impressa_16_17_MarcoAfonso_AbrilRevista Brasil Energia_impressa_18_19_MarcoAfonso_AbrilRevista Brasil Energia_impressa_20_MarcoAfonso_Abril

Especialista da CGI é fonte em matéria do Valor Econômico sobre energia

Especialistas preveem bandeira verde e conta de luz sem aumento em setembro

Por Rodrigo Polito e Camila Maia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulga hoje a cor da bandeira tarifária que será adotada para setembro. A maioria dos especialistas e investidores ouvidos pelo Valor acredita que a bandeira permanecerá na cor verde. Alguns, porém, acreditam que há espaço para a mudança para a cor amarela. Caso a autarquia mude a cor da bandeira, refletindo um aumento de custos com geração térmica, haverá um impacto estimado em 2% sobre as contas de luz dos consumidores.

Para Marco Afonso, especialista em energia da consultoria em serviços em utilities CGI Brasil, a combinação do aumento da demanda previsto para os últimos quatro meses do ano com os níveis dos reservatórios das usinas, que continuam baixos, devem motivar o acionamento das térmicas com custo acima de R$ 211 por megawatt-hora (MWh), justificando a bandeira amarela.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

valor-cgi

Vice-presidente da CGI Brasil comenta novas regras do setor elétrico em matéria de capa do Valor Econômico

Setor elétrico deve inaugurar novas regras com venda da Celg

Por Rodrigo Polito, Daniel Rittner, Murillo Camarotto e Camila Maia

O presidente interino Michel Temer fez a primeira grande alteração na legislação do setor elétrico desde que assumiu o poder, com a Medida Provisória (MP) 735, publicada ontem e que altera trechos de diversas leis, modificando a gestão de encargos setoriais e criando medidas para facilitar a transferência de controle de ativos e privatizações de empresas de energia.

Para Marcos Saltini, vice-presidente da consultoria em serviços em utilities CGI Brasil, as regras simplificam o processo de venda da Celg e demais distribuidoras da Eletrobras, mas as dívidas dessas empresas ainda são um obstáculo. “Para os novos investidores, a MP facilitou ao tornar o processo mais fácil. Mas se o governo não tratar da questão da dívida [da Celg D], acho que ainda não vai resolver”.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

Valor Economico CGI

 

 

Expansão da multinacional canadense CGI é destaque no jornal Valor Econômico

CGI vê oportunidade de expansão no país na microgeração e em solar

Por Rodrigo Polito

O grupo canadense de serviços de tecnologia de informação CGI está de olho em dois movimentos do setor elétrico brasileiro: a expansão do mercado livre e o crescimento da microgeração distribuída a partir de painéis fotovoltaicos instalados em residências. Segundo a empresa, que tem faturamento anual global de US$ 10,3 bilhões de dólares canadenses (cerca de R$ 30,5 bilhões) e encomendas mundiais de 20 bilhões de dólares canadenses (R$ 56 bilhões), os dois movimentos vão exigir investimentos em sistemas de processamentos de dados, uma das principais áreas de atuação da companhia.

Para ler a matéria na íntegra, clique na imagem abaixo:

CGI Valor Econômico